Logo Observador
Tomada de Posse

Presidente timorense Lu-Olo dedica primeiras palavras a recordar Mário Carrascalão

O Presidente timorense, Francisco Guterres Lu-Olo, dedicou as primeiras palavras do seu discurso de tomada de posse a homenagear o Mário Carrascalão, que morreu hoje aos 80 anos em Díli.

Mário Viegas Carrascalão morreu esta sexta-feira em Díli, aos 80 anos, ao que tudo indica vítima de um ataque cardíaco

ANTONIO AMARAL/LUSA

O Presidente timorense, Francisco Guterres Lu-Olo, dedicou as primeiras palavras do seu discurso de tomada de posse a homenagear o ex-vice-primeiro-ministro Mário Carrascalão, que morreu esta sexta-feira aos 80 anos em Díli.

Quero homenagear o ex-membro da Assembleia Constituinte e ex-vice-primeiro-ministro Mário Viegas Carrascalão, que nos deixou. Que a sua alma descanse e que a família possa encontrar força e conforto neste momento tão difícil par todos”, disse.

“As minhas mais profundas condolências à família. Em meu nome pessoal e de toda a família”, disse, pedindo depois a todos para que se levantassem.

Mário Viegas Carrascalão morreu esta sexta-feira em Díli, aos 80 anos, ao que tudo indica vítima de um ataque cardíaco que sofreu quando conduzia o seu carro pessoal no centro da capital timorense.

O dirigente histórico timorense, que foi governador nomeado pela indonésia e vice-primeiro-ministro no IV Governo constitucional, liderado por Xanana Gusmão, foi condecorado na quinta-feira com o Grande Colar da Ordem de Timor-Leste pelo chefe de Estado Taur Matan Ruak, que termina hoje o seu mandato.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Democracia

Fogo cruzado sobre a caça ao voto

António Coutinho

Sem me arrogar quaisquer competências em politologia, julguei pertinente avançar algumas razões em defesa da escolha aleatória da representação democrática que não têm sido devidamente consideradas.