Logo Observador
Futebol

China. Jaime Pacheco rescinde contrato com o Tianjin Teda

O treinador de futebol Jaime Pacheco chegou a acordo para rescindir contrato com o clube chinês Tianjin Teda, avança esta segunda-feira a imprensa chinesa.

A saída do técnico surge após o Tianjin Teda registar o quinto jogo seguido sem ganhar para a superliga chinesa

Ahmed Yosri/EPA

O treinador Jaime Pacheco chegou a acordo para rescindir contrato com o clube chinês Tianjin Teda, depois de ter perdido por 3-0 no dérbi com o Tianjin Quanjian, avança esta segunda-feira a imprensa chinesa.

A saída do técnico surge após o Tianjin Teda registar o quinto jogo seguido sem ganhar para a superliga chinesa. Após o jogo, o técnico português pediu desculpa aos adeptos e prometeu uma vitória no próximo encontro.

O clube de Tianjin, cidade portuária a 120 quilómetros de Pequim, ocupa atualmente o 11.º lugar na prova máxima do futebol chinês, três pontos acima da linha de manutenção, ao fim de 11 jogos.

Jaime Pacheco foi apresentado como treinador do Teda em julho de 2016, a 12 jornadas do fim do campeonato da época passada, com o objetivo de assegurar a manutenção, o que viria a conseguir, terminando no 10.º lugar. Tratou-se de um regresso do português à China, onde orientou o Beijing Guoan, entre 2011 e 2012.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Obituário

Um dos mais brilhantes de uma geração pioneira

João Moreira Rato

Conheci Miguel Beleza só nos últimos anos e ainda tive a oportunidade de usufruir do seu humor fino. E continuei a ouvir dos seus pares: “É uma das inteligências mais brilhantes da minha geração”.

Obituário

Custa-me acreditar que tenha partido tão cedo

Aníbal Cavaco Silva

Miguel Beleza serviu Portugal com grande competência, ajudando-o a vencer as crises financeiras por que passou e a dar passos decisivos para que acompanhasse o aprofundamento da integração europeia.