Logo Observador
Futebol

China. Jaime Pacheco rescinde contrato com o Tianjin Teda

O treinador de futebol Jaime Pacheco chegou a acordo para rescindir contrato com o clube chinês Tianjin Teda, avança esta segunda-feira a imprensa chinesa.

A saída do técnico surge após o Tianjin Teda registar o quinto jogo seguido sem ganhar para a superliga chinesa

Ahmed Yosri/EPA

O treinador Jaime Pacheco chegou a acordo para rescindir contrato com o clube chinês Tianjin Teda, depois de ter perdido por 3-0 no dérbi com o Tianjin Quanjian, avança esta segunda-feira a imprensa chinesa.

A saída do técnico surge após o Tianjin Teda registar o quinto jogo seguido sem ganhar para a superliga chinesa. Após o jogo, o técnico português pediu desculpa aos adeptos e prometeu uma vitória no próximo encontro.

O clube de Tianjin, cidade portuária a 120 quilómetros de Pequim, ocupa atualmente o 11.º lugar na prova máxima do futebol chinês, três pontos acima da linha de manutenção, ao fim de 11 jogos.

Jaime Pacheco foi apresentado como treinador do Teda em julho de 2016, a 12 jornadas do fim do campeonato da época passada, com o objetivo de assegurar a manutenção, o que viria a conseguir, terminando no 10.º lugar. Tratou-se de um regresso do português à China, onde orientou o Beijing Guoan, entre 2011 e 2012.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Minorias

O machismo militante da histeria anti xenofobia

Maria João Marques

Os que gritam xenofobia perante a mais leve crítica a certas comunidades onde os maus tratos a mulheres são inerentes à cultura que tanto defendem, fizeram a sua escolha: apoiar a opressão de mulheres