Logo Observador
Comboios

Locomotiva a vapor do início do século XX regressa à linha do Douro

3.365

Até ao próximo dia 29 de outubro serão 50 as viagens que o comboio histórico, com cinco carruagens de madeira e máquina a vapor, vai fazer, entre a Régua e o Tua.

A bordo vai haver cantares regionais, vinho do Porto e rebuçados da Régua

JOAO ABREU MIRANDA/LUSA

A CP — Comboios de Portugal retoma este sábado a campanha do comboio histórico do Douro, que, este ano, vai realizar cerca 50 viagens, entre a Régua e o Tua, até 29 de outubro.

A locomotiva a vapor, que puxa cinco carruagens históricas de madeira datadas do início do século XX, parte do Peso da Régua, distrito de Vila Real, e segue até ao Tua, concelho de Carrazeda de Ansiães, distrito de Bragança, numa viagem com vista para o rio Douro e as vinhas em socalco, em pleno Património Mundial da UNESCO.

Para este ano, segundo adiantou fonte da CP — Comboios de Portugal, estão previstas mais viagens, num total de 50 circulações, entre hoje e 29 de outubro.

A empresa especificou que haverá circulações em todos os fins de semana durante este período (22 sábados e 22 domingos), para além de cinco quartas-feiras (de 02 a 30 de agosto) e uma terça-feira (15 de agosto).

Durante todo o trajeto, há animação, assegurada por um grupo de cantares regionais, ainda uma degustação de vinho do Porto e distribuição de rebuçados da Régua.

A empresa aposta nos bilhetes combinados, que integram a viagem no comboio histórico e as viagens de ida e volta, a partir de vários pontos do país (Norte, Centro, Alentejo e Algarve).

O programa do comboio histórico na linha do Douro arrancou no final da década de 90.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt