Logo Observador
TAP

TAP foi a companhia que mais voou para Cabo Verde no primeiro trimestre do ano

A TAP Portugal foi a companhia que mais voou para Cabo Verde no primeiro trimestre deste ano, com cerca de dois mil voos, que transportaram mais de 64 mil passageiros, segundo dados da ASA.

Segundo o boletim estatístico da ASA, a TAP Portugal liderou ainda ao nível da faturação, com um total de 82 milhões de escudos cabo-verdianos (743 mil euros), um aumento de 1,2% quando comparado com o trimestre homólogo

André Kosters/LUSA

A TAP Portugal foi a companhia que mais voou para Cabo Verde no primeiro trimestre deste ano, com cerca de dois mil voos, que transportaram mais de 64 mil passageiros, segundo dados da ASA – Aeroportos e Segurança Aérea.

Segundo o boletim estatístico do tráfego acumulado da ASA, empresa de gestão aérea em Cabo Verde, no primeiro trimestre de 2017 a TAP realizou 2.056 voos para três aeroportos cabo-verdianos, um aumento de 9,2% e representando uma quota de mercado de 19,5%.

No período em análise, Cabo Verde registou 10.592 voos e a TAP foi a única a fazer mais de mil viagens no primeiro trimestre, de acordo com as estatísticas da ASA.

Nos primeiros três meses do ano, a companhia aérea portuguesa transportou um total de 64.276 passageiros para Cabo Verde.

A operadora portuguesa está à frente de outras como a TAM Linhas Aéreas, a Air Europa Lineas, a British Airways a Thomsonfly e a Royal Dutch Airlines.

O aeroporto internacional da Praia Nelson Mandela foi o que recebeu mais passageiros da TAP, que lidera com um total de 30.445, mais 51,3% em relação ao trimestre homólogo e 45% do total.

Seguiu-se o aeroporto internacional Amílcar Cabral na ilha do Sal, onde a TAP é o segundo operador, com 22.383 passageiros transportados, mais 13% do que o ano passado, com uma quota de mercado de 8,5%.

O terceiro aeroporto cabo-verdiano para que a TAP voa é o Cesária Évora, em São Vicente, onde também lidera com 11.448 passageiros transportados, um aumento de 37,1% e representando 55% do total.

Segundo o boletim estatístico da ASA, a TAP Portugal liderou ainda ao nível da faturação, com um total de 82 milhões de escudos cabo-verdianos (743 mil euros), um aumento de 1,2% quando comparado com o trimestre homólogo e correspondente a 15,1% do total.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Carlos César

Um dia o povo dirá “basta”

Helena Garrido
4.642

O regime está muito mais doente do que parece. Casos como a TAP, Carlos César ou EDP são apenas a ponta do iceberg. Os políticos e a justiça andam a brincar com o fogo. O povo não é estúpido.

Fogo de Pedrógão Grande

“Para inglês ver”

Paulo Tunhas

Quando toda a energia do Governo é em última análise canalizada para a manutenção do seu apoio, é fatal que o Estado se degrade e a pouco e pouco, se fragmente, se transforme em algo para inglês ver. 

Ásia

A Índia de Modi

Diana Soller

A política externa da Índia para os Estados Unidos, até hoje, pode ser resumida em três R: Ressentimento, Reciprocidade e Reconhecimento.

caderno de apontamentos

Educação e autarquias

Abel Baptista

Com a descentralização, não poderão as autarquias tornar-se mais competitivas entre si, e oferecer meios de ensino de melhor qualidade, com soluções adaptadas às circunstâncias do concelho e região?