Logo Observador
Leilão De Dívida

Portugal espera arrecadar até 1.250 milhões de euros em dívida na 4.ª feira

Portugal vai regressar aos mercados na próxima quarta-feira e espera arrecadar até 1.250 milhões de euros, com dois leilões de dívida, a cinco e a dez anos.

A Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública vai realizar na quarta-feira dois leilões das linhas de Obrigações do Tesouro

ANTÓNIO COTRIM/LUSA

Portugal regressa ao mercado na próxima quarta-feira para realizar dois leilões de dívida, a cinco e a dez anos, esperando arrecadar até 1.250 milhões de euros, anunciou esta sexta-feira o IGCP.

Em comunicado, o IGCP – Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública anuncia que vai realizar no próximo dia 14 de junho, pelas 10h30, dois leilões das linhas de Obrigações do Tesouro (OT) com maturidade em outubro de 2022 e em abril de 2027, com um montante indicativo global entre 1.000 milhões e 1.250 milhões de euros.

No dia 10 de maio – último leilão comparável -, Portugal colocou 618 milhões de euros de OT com maturidade em 17 de outubro de 2022 (cinco anos e cinco meses) à taxa de juro de 1,828%, mais baixa do que a registada em abril (2,174%). No mesmo dia, em OT com maturidade em 14 de abril de 2027 (nove anos e 11 meses), o IGCP colocou 632 milhões de euros a uma taxa de juro de 3,386%, também inferior à do anterior leilão comparável de março, de 3,950%.

A procura de OT a cinco anos atingiu, na altura, 1.253 milhões de euros, 2,03 vezes superior ao montante colocado, e a de OT a dez anos cifrou-se em 1.216 milhões de euros, 1,92 vezes superior ao montante colocado.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt