Logo Observador
Audi

Audi. 77 meses consecutivos de recordes nas vendas

Mais SUV, mais carrinhas. Eis a exigência do director de Planeamento de Novos Produtos Audi para os EUA, Barry Hoch, que pretende continuar a bater recordes de vendas no mercado norte-americano.

Autor
  • Francisco António

Com os Estados Unidos da América a assumirem-se como uma importante fatia nos resultados comerciais da casa de Ingolstadt, o responsável máximo pelo Planeamento de Novos Produtos Audi para o mercado norte-americano, Barry Hoch, pretende dar continuidade aos excelentes resultados comerciais que a marca dos quatro anéis tem vindo a alcançar desde 2010 nos EUA, com mais e melhor produto. Nomeadamente, através do lançamento de mais SUV e mais carrinhas.

“Uma das exigências que fazemos para o mercado norte-americano é que possamos contar com um SUV ainda maior” que o Q7 e que seja capaz de competir, por exemplo, com o Mercedes GLS, afirmou Barry Hoch, em declarações à Automotive News. Dizendo acreditar que este é um segmento em que a Audi “ainda pode crescer muito”.

A marca germânica atravessa actualmente uma fase de forte ofensiva de produto nos EUA, registando um crescente sucesso comercial – traduzido em 77 meses consecutivos de recordes nas vendas, tendo mais do que duplicado as vendas face à 2010, ano em que atingiu as 100 mil unidades de veículos transaccionados. Um desempenho a que o fabricante acredita poder dar continuidade, com o lançamento de um total de 14 modelos, em 18 meses.

“Quando chegarmos ao fim do ano, a Audi terá, garantidamente, a oferta mais jovem entre os principais concorrentes“, antecipa Hoch. Que, sobre os modelos já disponibilizados e a disponibilizar, alerta para o facto de, embora seja cada vez maior a procura por SUV, ser também preciso não esquecer aqueles clientes que se mantêm fiéis aos sedans e carrinhas.

“Com a transferência de grande parte dos clientes dos sedans para os SUV, deixámos de alimentar esses segmentos da mesma forma como vínhamos a fazer”, admite o mesmo responsável. Defendendo, no entanto, que isso é algo em que a Audi estará já a trabalhar. “Sabemos que vai ser uma luta de cães, mas é também por isso que temos de atacar com a artilharia pesada”, avisa.

Ainda segundo o director para o Planeamento de Novos Produtos, soluções como os Sportback ou as carrinhas, como a A4 Allroad, continuam a ser opções válidas e uma alternativa aos SUV. Razão pela qual Hoch assume que gostaria de ver a Audi a comercializar mais propostas do género no mercado norte-americano. Onde, salienta, continua a existir uma fatia de clientes “anti-SUV”. “A verdade é que continua a subsistir um pequeno grupo de fãs da marca que poderá responder de forma positiva à introdução de um maior número de soluções em termos de carrinhas”, comenta. “Essa é uma realidade que é fácil de constatar na Europa e que eu gostaria de ver replicada também aqui”, confessa.

Comparador de carros novos

Compare até quatro, de entre todos os carros disponíveis no mercado, lado a lado.

Comparador de carros novosExperimentar agora
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt