Logo Observador
Espanha

Economia espanhola pode crescer mais de 3% este ano

161

Banco de Espanha reviu em alta a projeção de crescimento económico para 2017, de 2,8% para 3,1%. Economia do país vizinho vive uma "fase de expansão".

JULIEN WARNAND/EPA

O Banco de Espanha reviu em alta, nesta terça-feira, a projeção de crescimento económico no país vizinho para 2017, de 2,8% para 3,1%. Também em 2018 a economia, que vive uma “fase de expansão”, deverá crescer mais do que antes se previa — 2,5%.

A revisão foi anunciada esta terça-feira pelo banco central espanhol. A projeção mais otimista deve-se ao desempenho melhor do que o esperado das exportações, pelo menos, nos primeiros três meses do ano.

Com revisões em alta do crescimento em 2017 e 2018, manteve-se, contudo, a previsão de um crescimento de 2,2% em 2019. O défice público deverá ser menos de 3% a partir de 2018, acrescenta o relatório.

Rajoy acusa Podemos de querer dar espetáculo com moção de censura sem sucesso

Num relatório divulgado na segunda-feira, os economistas do Commerzbank dizem que “a economia espanhola continua a desafiar os problemas políticos”. “A economia espanhola continua a ter um bom desempenho, ainda que se mantenham algumas vulnerabilidades como o desemprego ainda muito elevado, os progressos lentos a reduzir os défices orçamentais e a dívida pública”, escreveu o economista Ralph Solveen. Contudo, foi marcado o referendo para a independência da Catalunha e “Rajoy deverá ter mais dificuldades em conseguir maiorias parlamentares após a eleição de Pedro Sánchez como líder do PSOE”, admite o economista.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: ecaetano@observador.pt