Logo Observador
História

Princesa Diana tentou suicidar-se durante a lua-de-mel

480

O relançamento do livro "Diana, a sua verdadeira história" veio, agora, revelar as intimidades de um casamento fracassado com Charles e a trágica lua-de-mel que viveu.

Nova edição de "Diana, a verdadeira história" está a ser lançada, duas décadas depois da primeira publicação.

AFP/Getty Images

A princesa Diana tentou-se suicidar poucos dias depois do casamento com o príncipe Carlos, durante a lua-de-mel. Andrew Morton, jornalista britânico, lançou o livro “Diana, a verdadeira história” há duas décadas. Agora, o autor republicou a sua obra para revelar gravações feitas pela princesa, onde esta falava abertamente sobre a decadência do seu casamento com Carlos de Inglaterra.

A nova edição do livro foi lançada em homenagem à data da morte da princesa, a 31 de agosto de 1997, na Ponte de l’Alma, em Paris, junto ao noivo Dodi Al-Fayed.

As gravações que foram agora divulgadas foram feitas pela própria Diana, com ajuda de um amigo, e datam de 1991. Revelam as batalhas da princesa com a depressão e o casamento conturbado com Carlos, que mantinha uma relação extra-conjugal com Camilla Parker-Bowles.

Diana Spencer, antes Diana, princesa de Gales.

Diana de Gales sofria de bulimia grave,e teve uma crise poucos dias antes do casamento com Carlos de Inglaterra. Durante a lua-de-mel, a jovem de 20 anos teve episódios de tentativa de suicídio e tentou cortar os pulsos com lâminas, de acordo com o que a própria disse ao jornalista britânico, em 1991.

Carlos chegou a comentar com a frágil Diana: “Estás um bocado gordinha aqui, não achas?“, contribuindo para a evolução da sua doença. Em poucos meses, a sua cintura passou de 73 para 60 centímetros, de acordo com o livro de Morton.

Eu estava tão deprimida, eu estava a tentar cortar os meus pulsos com lâminas de barbear”, revela a própria Diana numa das gravações.

A princesa vivia atormentada com a ideia de que Carlos pudesse estar com a amante, Camilla. Nem no dia do casamento de ambos, Diana conseguiu confiar no marido e viver o dia dos seus sonhos.

Enquanto estava a caminhar para o altar, eu estava à procura de Camilla. Eu sabia que ela estava lá. Quando saí do altar eu vi-a, com o seu chapéu de pano cor de cinza. Vi-a com o seu filho Tom, em cima de uma cadeira”, confessou Diana.

Durante a lua-de-mel, continuava a viver no desespero total. Sonhava com a amante todas as noites e não conseguia tirá-la do pensamento.

Eu não conseguia tirar os meus olhos dele. Estava obcecada com Camilla. Pensava que a cada cinco minutos ele [Carlos] estava a tocar-lhe”, declarou.

No livro original, Morton já tinha falado das tentativas de suicídio, mas não tinha citado Diana, focando-se apenas no discurso de amigos.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Economia

Viva o turismo

João Marques de Almeida

Os “novos aristocratas” acham que têm privilégios especiais. Passam a vida inteira a viajar, mas nunca são turistas. As massas da classe média viajam pouco, mas se o fazem são logo turistas detestados