Fogo de Pedrógão Grande

As fotos na estrada da morte

217

Na Nacional nº 236 morreram em poucos metros quase 50 pessoas. 30 encurraladas dentro dos carros, 17 a tentar fugir deles. Terá havido mesmo acidentes e atropelamentos.

Miguel A. Lopes/LUSA

A nacional 236, que liga Figueiró dos Vinhos a Castanheira de Pêra, tem menos de 20 quilómetros. Mas bastaram 500 metros para que esta via passasse a ser conhecida como “A estrada da morte”: ali ficaram 47 corpos, todos civis, vítimas da maior tragédia com incêndios em Portugal.

3o pessoas ficaram encurraladas dentro dos carros. Não conseguiram escapar às chamas que de repente e sem aviso mudaram de direção. Não resistiram à inalação dos fumos nem às altas temperaturas, que chegaram a atingir os 100 graus e fizeram rebentar os motores.

17 corpos estavam fora dos carros. Teriam tentado fugir.

Fala-se também em vítimas de acidentes ou de atropelamentos durante o pânico que se instalou entre os condutores que conduziam por ali. Há famílias inteiras entre as vítimas.

A manhã revelou os contornos da tragédia: restaram cinzas e amontoados e destroços. As imagens são arrepiantes.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Pobreza

O dia mundial dos pobres, uma hipocrisia?!

P. Gonçalo Portocarrero de Almada

Com o valor, certamente astronómico, da hipotética venda da Pietà, milhões de pobres, que vivem agora na miséria, poderiam ser significativamente ajudados.

Medicina

Mãe e avó

Pedro Vaz Patto

A respeitável intenção de ter um filho não pode levar a fazer deste um objeto de um desejo ou de um direito, a satisfazer esquecendo ou ultrapassado o seu supremo bem.

Pobreza

O dia mundial dos pobres, uma hipocrisia?!

P. Gonçalo Portocarrero de Almada

Com o valor, certamente astronómico, da hipotética venda da Pietà, milhões de pobres, que vivem agora na miséria, poderiam ser significativamente ajudados.

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site