Logo Observador
DS

DS quer lançar um híbrido ou eléctrico por ano

Apresentado o DS7 Crossback com garantias de, pelo menos, uma versão híbrida, a francesa DS promete não ficar por aqui. Pelo contrário, o objectivo é agora lançar uma proposta eléctrica ou híbrida.

Autor
  • Francisco António

Focada num processo de alargamento da sua gama, a DS, a nova marca premium do Grupo PSA, acaba de dar a conhecer a versão de quase produção daquele que será, a partir do próximo ano, o seu novo topo de gama – o SUV DS7 Crossback. O qual, anunciou já também o fabricante, contará com uma versão híbrida de alta performance. Mas que não será a única, uma vez que a marca francesa pensa já lançar um modelo 100% eléctrico ou híbrido todos os anos.

Envolvida na chamada “Fórmula 1 eléctrica”, a Fórmula E, a DS prevê aproveitar o know-how que tem vindo a somar na competição, aplicando-o na elaboração das suas novas propostas para o dia-a-dia. Tendo já decidido “acelerar o desenvolvimento de novos carros eléctricos”, a começar pelo já anunciado DS7 Crossback, o qual contará com uma versão híbrida, impulsionada por um motor de combustão a gasolina e um motor eléctrico que, em conjunto, debitam 300 cv de potência.

No entanto, além deste modelo, a DS terá já definido como estratégia lançar, a par de um novo modelo com motor de combustão, uma variante eléctrica ou híbrida dessa mesma proposta, por ano. “A DS está a começar a entrar nesta nova realidade dos veículos eléctricos”, assume o director para o Desenvolvimento de Novos Produtos da DS, Eric Apode.

Por volta de 2025, mais de um terço dos veículos DS vendidos em todo o mundo deverão ser híbridos ou 100% eléctricos. No futuro, até mesmo os modelos mais performances deverão contar com sistemas de propulsão híbridos. Sendo que o primeiro desses veículos será o DS7 Crossback E-Tense – a visão da DS em termos de propulsão híbrida, neste caso, com 300 cv de potência e uma autonomia de 60 km em modo exclusivamente eléctrico”, avança.

De resto, sobre a experiência que a marca tem vindo a ganhar na Fórmula E, é a própria DS que afirma que tem proporcionado aos seus engenheiros “um valioso campo de testes em termos de acumulação de conhecimento neste campo, assim como para acelerar o desenvolvimento” de novos produtos. Com o fabricante a salientar ver muitas semelhanças entre os carros de corrida e os veículos eléctricos ou híbridos para o quotidiano, “a começar pela tecnologia utilizada no controlo da energia acumulada na bateria, assim como na gestão e utilização da mesma”.

Recomendador: descubra o seu carro ideal

Não percebe nada de carros, ou quer alargar os horizontes? Com uma mão-cheia de perguntas simples, ajudamo-lo a encontrar o seu carro novo ideal.

Recomendador: descubra o seu carro idealExperimentar agora
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt