Logo Observador
Lifestyle

A Melhor fotografia de Portugal pode ser sua!

Portugal está na moda. Porquê? Porque é um país lindo que tem de tudo um pouco: da praia ao campo, do interior ao litoral, dos museus ao artesanato. Mostre a sua paixão por Portugal e pela fotografia.

Getty Images/iStockphoto

Somos um país pequeno, mas não nos podemos queixar da diversidade de paisagens, de costumes e de pessoas que podemos encontrar de Norte a Sul. A Huawei sabe disso e sabe também que os portugueses são apaixonados pelo país e, claro, por telemóveis.

Que levante a mão quem hoje não aproveita todo e qualquer bocadinho para imortalizar momentos e locais por onde passou com uma fotografia tirada com o smartphone. Verdade?

Por isso mesmo a Huawei juntou-se ao Turismo de Portugal para lançar a iniciativa Portugal sem Tripé, uma iniciativa onde o foco é desafiar os apaixonados por fotografia, que usam smartphones ou mesmo câmaras fotográficas, a descobrir e a dar a conhecer o que o país tem de melhor.

Preenche os critérios? Gosta de fotografia? Quer dar a conhecer o que de melhor temos por cá? Então arregace as mangas que isto é para si.

Participar não podia ser mais fácil. Até dia 30 de Junho tem de se inscrever na plataforma oficial www.portugalsemtripe.pt e identificar em que região tirou as fotografias [cada participante pode concorrer com um máximo de 25 fotografias], carregar e esperar que as fotos com que concorre fiquem entre as mais votadas pelo público. Também pode participar publicando as fotografias nas redes sociais com a hashtag #portugalsemtripe.

Na segunda fase, que decorre de 1 de Julho a 7 de Julho, o júri constituído por representantes da Huawei, do Turismo de Portugal e pelos fotógrafos Isabel Saldanha e Luís Mileu vai escolher entre as 100 fotos mais votadas por região a melhor por cada uma das regiões – Algarve, Alentejo, Lisboa, Centro, Porto e Norte, Madeira e Açores – e cada um desses sete finalistas recebe um Huawei P10, com a lente integrada certificada pela Leica, e uma entrada no bootcamp fotográfico com os dois fotógrafos jurados no dia 8 de julho.

Depois, com as dicas e conhecimentos que irão receber dos dois profissionais, os finalistas têm entre 9 a 20 de Julho para capturar uma nova fotografia através do seu Huawei P10 que receberam. Será entre essas sete fotos finalistas que sairá o vencedor final escolhido pelo júri e que será anunciado a 30 de julho.

Dois conselhos de Luís Mileu e Isabel Saldanha

Saber esperar
Ter paciência, muita paciência para esperar pelo momento certo, pela luz certa, pela oportunidade de fazer o enquadramento certo e saber antecipar todos esses momentos. “As melhores fotos são aquelas que exigem mais paciência”, garante Luís Mileu que espera “ser surpreendido” pelos participantes.

Humanizar a paisagem
A fotógrafa não procura a fotografia tipo “postal”. Pede os concorrentes que “humanizem a paisagem”, que deem um toque à fotografia que “apele aos sentimentos”. Seja “com as mãos de uma tecedeira ou com uma criança na praia”, Isabel Saldanha quer encontrar nas fotos concorrentes “a alma do que é Portugal”.

À espera de serem surpreendidos

Entusiasmados pela iniciativa, os dois fotógrafos reconhecem que também usam o telemóvel para tirar fotografias. E o Huawei P10 em particular tem “uma qualidade fantástica”, diz Luís Mileu, para captar imagem e imortalizar momentos e lugares especiais.

“Uma defensora convicta da fotografia com telemóvel”, Isabel Saldanha fica encantada com o “efeito imediato” obtido com a partilha de fotografias nas redes sociais. A fotógrafa está convencida que esta iniciativa será uma oportunidade para “descobrir um Portugal que não é assim tão óbvio” e espera que o “olhar ternurento” dos portugueses lhe revele um país ainda desconhecido.

Aos participantes Isabel Saldanha aconselha a que tenham atenção aos detalhes, que abusem da emoção, da paixão e do orgulho pela região que fotografarem e pede que não exagerem no pôr do sol já que “o país é bonito de madrugada até ao anoitecer”, argumentou.

Criatividade é o que pede Luís Mileu. “Um olhar único” que lhe revele o país fora dos grandes centros, locais “que não são tão bafejados pelos media” é o que o fotógrafo espera encontrar nas fotografias dos participantes, ou então sítios já bastante conhecidos, mas vistos “por uma perspetiva diferente”. Para ambos, é unânime que a fotografia vencedora tem de fazer pensar “como é que eu não estive aqui antes e como é que isto me escapou até agora?”

Conhece um local que fará a Isabel Saldanha e o Luís Mileu pensar assim? Acha que consegue surpreendê-los? Então, mãos-à-obra e dê a conhecer o que de melhor há em Portugal. Sem tripé.

Conteúdo produzido pelo OBS Lab. Para saber mais, clique aqui.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: obslab@observador.pt
Comida

Gastronomia com Ciência

Hélio Loureiro

Uma das práticas e pontos chaves da dieta mediterrânica é o comer em família, partilhar, conviver. A própria palavra, comer tem esse mesmo significado: com (na companhia de...) e er (repetição).

Família

O cabanão (segunda crónica estival)

Maria João Avillez
129

Mas a quem preocupa hoje o esmorecimento do modelo tradicional familiar se ele é propagado como tendo passado de moda, saído de linha, estar “descontinuado”?

Educação

O Filipa e a escola pública

Maria José Melo

Portugal só será realmente um país civilizado quando existir consciência cívica por parte de todos os cidadãos. Foi esta visão que adquiri no Liceu D. Filipa de Lencastre e me acompanhou toda a vida.