Cristiano Ronaldo

Há uma petição para perdoar a dívida de Cristiano Ronaldo

1.102

"Queremos que Ronaldo fique, não queremos saber do dinheiro" é o mote da petição aberta pelo change.org, que conta já com mais de 600 assinaturas.

Cristiano Ronaldo está acusado de quatro infrações fiscais entre 2011 e 2014, que se estima terem um valor de 14,7 milhões de euros.

Getty Images

O jornal “A Bola” avançou que Cristiano Ronaldo queria ir-se embora de Madrid. A informação terá sido, depois, confirmada pelo próprio jogador em conversa com a seleção nacional. “Vou sair de Madrid, não há volta a dar”, terá dito CR7 antes da estreia na Taça das Confederações para Portugal, no passado domingo.

Depois de comunicada a decisão, muitos foram aqueles que se mobilizaram para impedir que o jogador abandone Madrid.

A plataforma change.org criou uma petição que visa a perdoar a dívida de Ronaldo às finanças espanholas, de forma a que o português possa permanecer no Real Madrid. Até ao momento, o abaixo-assinado “Perdoar a dívida a Cristiano para que ele fique no Real Madrid” já conta com 608 signatários e arrancou há três dias. A meta da petição é de mil assinaturas e os assinantes estão a aumentar rapidamente.

O documento já foi muito criticado pelo utilizadores da plataforma e nas redes sociais.

Esta petição surge depois do jogador ter sido acusado, pela Secção de Delitos Económicos de Madrid, de quatro infrações fiscais entre 2011 e 2014, que se estima terem um valor de 14,7 milhões de euros.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site