Logo Observador
Arquitetura

MAAT na ‘short list’ dos candidatos a edifício do ano

Os vencedores do World Architecture Festival serão conhecidos em novembro. O Museu de Arte, Arquitectura e Tecnologia, em Lisboa, projetado pela britânica Amanda Levete, compete na categoria Cultura.

© Reinaldo Rodrigues/Global Imagens

Demorou cinco anos a ser projetado e construído, custou 19 milhões de euros e nas primeiras sete horas de abertura foi visitado por mais de 15 mil pessoas. Agora, o Museu de Arte, Arquitectura e Tecnologia, em Lisboa, pode ser um dos premiados na décima edição do World Architecture Festival, que decorrerá em novembro, em Berlim.

O edifício, desenhado pela arquiteta britânica Amanda Levete, está na short list dos candidatos ao galardão de Edifício do Ano, categoria Cultura, e compete com museus, teatros e centros culturais de todo o mundo, do Reino Unido à China, passando por Emirados Árabes Unidos, Rússia, França e Vietname.

Ao todo, o Festival Internacional de Arquitetura vai premiar 18 edifícios concluídos, noutras tantas categorias, num evento que vai decorrer na capital alemã entre 15 e 17 de novembro.

Para já, o MAAT segue em vantagem: foi um dos poucos projetos com destaque no texto da notícia da CNN que revela os candidatos.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: tpereirinha@observador.pt
Crónica

As qualidades das qualidades

Miguel Tamen

Uma acção generosa a que se chega depois de uma análise ponderada tem qualquer coisa de deliberado que a faz parecer-se com a avareza; e pensar em ter coragem é uma variedade de cobardia.