Escapadinhas

Dormir nas alturas. 10 casas nas árvores para uma escapadinha original

3.096

Sim, as casas nas árvores existem fora dos filmes, incluindo em Portugal. Reunimos 10 de norte a sul do país, para que passe um fim de semana nas alturas, em contacto com a natureza.

O eco resort Bukubaki acabou de abrir em Peniche e inclui sete casas no meio das árvores.

© Bukubaki / Divulgação

Autor
  • Raquel Salgueira Póvoas

É costume vê-las em filmes, normalmente em quintais onde servem de postos de vigia ou de refúgio para os mais pequenos. São o sonho de muitas crianças, sim, mas de adultos também. Um sonho tornado realidade porque alguém lançou mãos à obra e se lembrou de construir casas em cima de árvores, e ainda convidar hóspedes.

De madeira, entre arbustos, com vista para a natureza e para o céu, reunimos algumas prontas para o receber de norte a sul do país.


No Pedras Salgadas Spa & Nature Park, no concelho de Vila Pouca de Aguiar, as casas na árvore, de estilo moderno, têm duas janelas: uma para observar a vida no parque, outra para ver as estrelas. Quem as desenhou foi o arquiteto Luís Rebelo de Andrade, e lá dentro não falta nada: casa de banho, kitchenette, cama de casal e sofá. Tudo integrado na natureza, ou não fossem a sustentabilidade e a ecologia essenciais para todo o projeto. Existem pacotes já preparados para o receber como o “Escapadinha Romântica” (a partir de 592€) ou o “Relaxar na Natureza” (a partir de 624€). Todas as informações relativas às estadias estão disponíveis aqui.

As casas são tão modernas que se tornam quase futuristas. © Divulgação

Sobre o parque nacional Peneda-Gerês, há também uma casa plantada numa árvore, a Nomad. A localização já faz adivinhar o que o espera: verde, verde e mais verde. O cenário ideal para quem quer ter esta experiência. A casa está rodeada de vegetação e tem um género de varanda ao redor, para que possa apreciar a paisagem. Em época alta, a estadia mínima é de duas noites. O valor é de 49€.

A varanda está preparada para momentos de contemplação. © Divulgação

A Casa da Árvore Vale da Silva Villas destina-se, como não podia deixar de ser, “aos amantes da natureza no seu estado mais puro”. A 10 quilómetros de Aveiro e a 15 minutos da praia de Costa Nova e da Barra, esta casa é exatamente como as que imaginou em criança: com escadas para lá chegar, suspensa em armações de madeira e decorada com elementos caraterísticos deste ambiente, como o obrigatório baú. Para além da estadia e de toda a natureza envolvente, há ainda a possibilidade de interagir com cavalos ou dar um mergulho na moradia mais próxima, “A Casa da Avó”. A casa da árvore Vale da Silva Villas é para duas pessoas e tem uma casa de banho. A anfitriã avisa que só precisa de levar o saco de cama consigo. O valor por noite, ao fim de semana, é de 65€.

Como nos filmes, é preciso subir umas escadas de madeira para lá chegar. © Divulgação

Na Guarda, em Pinhel, encontra a Encostas do Côa, situada entre árvores altas e por cima de uma pedra de grandes dimensões. Lá dentro há um quarto e uma casa de banho. Por perto encontra-se o hotel de turismo rural ao qual pertence, o que faz com que os visitantes possam usufruir de serviços tais como churrasqueira, bar e ginásio. O valor por noite, ao fim de semana, é de 80€. Mais informações aqui.

O primeiro patamar está apoiado numa enorme pedra, típica da região. © Ricardo Chaves/ Divulgação

Quem já visitou a casa da árvore da Quinta do Formil, em plena Serra da Estrela, diz que a estadia é “excelente”, sobretudo pela “proximidade à cidade de Gouveia, pelo rio que passa perto e pela receção dos anfitriões”. A casa está a 450 metros de altitude e, à volta, existem pinheiros mansos, azevinhos e árvores de fruto. O preço, por noite, é de 59€.

A casa fica mesmo junto a um rio. © Divulgação


No Bukubaki Eco Surf Resort, há sete treehouses com capacidade para quatro a seis pessoas. São espaços amplos, com uma decoração toda em madeira e cozinha. Situam-se em Peniche, a pouco tempo de distância de Lisboa, e acabam de abrir. Se quer fugir à rotina e equilibrar os ânimos, esta pode ser uma boa opção. O resort ecológico dispõe de restaurante, bar, ginásio de ioga, piscina de skate e centro de bem-estar. O preço de uma noite começa nos 135€.

Este é o aspeto de uma casa por dentro. © Divulgação

Também em Peniche fica a Caeiro’s Tree by the Beach. Quem por lá passou comenta que o local é “ótimo para descansar” e que acordar entre ramos é “uma experiência única”. A casa foi construída no meio de um pinheiro e está apenas a dois minutos a pé do mar. Uma noite custa 45€.

A casa foi construída no meio de um pinheiro. © Divulgação

Acolhedora, simples e confortável. Assim se descreve a South Glamping — Magic Tree House, situada em Montargil, Portalegre. Esta casa fica inserida numa quinta tradicional alentejana, com cabras, porcos, um cavalo e cães. Se aqui ficar, para além de estar em contacto com a natureza, tem a oportunidade de experimentar o pão tradicional da zona, o queijo de cabra e o mel. Tudo feito na quinta. O preço é de 25€ por noite. Mais informações aqui.

Em território alentejano, a casa em questão tinha de ser um sobreiro. © Divulgação

A Raw Romantic Tree House é o cenário perfeito para que possa fazer um retiro ou praticar ioga. O silêncio é garantido, há rios por perto, ouvem-se os pássaros e os sons da floresta. Fica em Odemira, perto das praias do Carvalhal, Zambujeira do Mar, Odeceixe e Milfontes. Perto da casa há ainda um restaurante vegetariano, que condiz com todo o conceito. O preço por noite é de 55€.

A casa pode ser alugada através do Airbnb. © Divulgação

A Walnut Tree Farm fica em Aljezur. A casa foi construída num castanheiro centenário e todo o cenário vai ao encontro daquilo que idealizou sobre uma casa na árvore. A madeira utilizada para a construção, o tronco que serve de escada para subir, o cenário que se deixa avistar do cimo da árvore, a cama com rede no interior. A casa principal permite-lhe ainda experimentar as iguarias da zona. O preço por noite é de 120€.

Sim, também há um dossel sobre a cama. © Divulgação

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Governo

A plateia dos patetas

Maria João Avillez

Um misto de leveza, manha, irresponsabilidade. Uma manipulação a partir do palco do poder para a plateia de patetas onde quem não é da geringonça é suposto estar sentado.

Agências de Rating

De BB+ para BBB-

Luís Aguiar-Conraria

A procissão ainda vai no adro. Para a Fitch e a Moody’s a dívida portuguesa anda é investimento especulativo. E, enquanto estivermos muito endividados, estaremos sujeitos aos maus humores dos mercados

Fernando Medina

Síndrome de Lisboa

Maria João Marques

O carro é um meio de transporte legítimo, os proprietários pagam impostos, pelo que têm direito a usá-lo quando assim lhes for mais confortável e conveniente, sem serem demonizados pelo edil lisboeta.

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site