Logo Observador
Surf

Surf. O dia acabou da melhor forma (pelo menos na África do Sul): Kikas apura-se para a terceira ronda em J-Bay

161

Frederico Morais eliminou o brasileiro Ian Gouveia no último heat do dia do Open J-Bay, na África do Sul. Bastaram cinco ondas para o português conseguir o apuramento para a fase seguinte da prova.

KELLY CESTARI / HO/EPA

Frederico Morais eliminou o brasileiro Ian Gouveia no último heat do dia do Open J-Bay, na África do Sul. Na próxima ronda, o português vai agora defrontar o australiano Connor O’Leary, que afastou curiosamente outro brasileiro nas repescagens (Miguel Pupo). Até aí, os surfistas canarinhos tinham estado em destaque, com o apuramento de Adriano de Souza, Gabriel Medina, Caio Ibelli, Jadson André, Filipe Toledo e Ítalo Ferreira.

No 12.º heat da segunda ronda, Kikas conseguiu uma pontuação de 15.73 (8.00 e 7.73), mesmo tendo feito apenas cinco ondas, contra 14.00 do brasileiro. Filipe Toledo foi o grande destaque desta fase da prova.

Recorde-se que Frederico Morais tinha caído para as repescagens no terceiro heat da primeira ronda, que terminou com 13.73 contra os 13.83 de Adriano de Souza.

Os cruzamentos na terceira ronda do Open J-Bay serão os seguintes: Adriano de Souza (Brasil)-Joan Duru (França); Gabriel Medina (Brasil)-Bede Durbidge (Austrália); Owen Wright (Austrália)-Ezekiel Lau (Havai); Connor O’Leary (Austrália)-Frederico Morais; Mick Fanning (Austrália)-Caio Ibelli (Brasil); John John Florence (Havai)-Jadson André (Brasil); Jordy Smith (África do Sul)-Leonardo Fioravanti (Itália); Filipe Toledo (Brasil)-Kelly Slater (EUA); Julian Wilson (Austrália)-Jeremy Flores (França); Joel Parkinson (Austrália)-Conner Coffin (EUA); Michel Bourez (Polinésia)-Ítalo Ferreira (Brasil); e Matt Wilkinson-Jack Freestone (Austrália).

De referir que, nesta ronda de repescagens, a grande “notícia” acabou por ser a lesão de Kelly Slater, o veterano campeão norte-americano que saiu amparado devido a um problema no pé direito.

You ever folded your entire foot backwards? If you try it sometime, this is what it might look like. I pulled into a barrel this morning and the whitewash bounced the board back into my foot as I hit the closeout, taking all the pressure into the metatarsals. Kinda like smashing my foot with a big hammer as hard as I can. Sorta feels like I'm giving birth out of my foot right now! I'm guessing surgery and 6 week holiday is in order. Not looking forward to 30 hour flight home before surgery though. Ouch! It sucks but so many people deal with such horrible things around this world everyday that a broken foot is pretty minor in the scheme of things. Sometimes a bad thing is a good thing. I'll make the best of my time off. #ThatsGonnaLeaveAMark #INeedElephantTranquilizers

A post shared by Kelly Slater (@kellyslater) on

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: broseiro@observador.pt
Minorias

O machismo militante da histeria anti xenofobia

Maria João Marques

Os que gritam xenofobia perante a mais leve crítica a certas comunidades onde os maus tratos a mulheres são inerentes à cultura que tanto defendem, fizeram a sua escolha: apoiar a opressão de mulheres

Justiça

Sexo forçado no tribunal

Luís Aguiar-Conraria

Não sei que idade têm os juízes, nem a juíza que votou favoravelmente este acórdão, mas, seja qual for a sua idade, envergonharam Portugal que foi, mais uma vez, e muito bem, condenado pelo TEDH.