Logo Observador
Benfica

Afinal, era um trampolim mas para outra coisa: Luisão é o mais titulado de sempre pelo Benfica

765

Chegou ao Benfica com 22 anos, marcou no primeiro jogo, mas achava que Portugal era apenas um trampolim para algo superior. E foi mesmo: Luisão já é o jogador com mais títulos ganhos pelos encarnados.

LUSA

Luisão ganhou em maio mais um Campeonato e mais uma Taça de Portugal e foi de férias. No Brasil, no programa Resenha da ESPN Brasil, falou dos 14 anos no Benfica e teve uma tirada honesta sobre esse percurso. “Quando fui negociado para Portugal, achei que seria um trampolim para um grande na Europa. Pensei que ficaria apenas um ano ou dois até sair. Tive propostas todos os anos, mas o presidente disse sempre: ‘Não vais sair, vais ter conquistas no clube e vais ser uma referência. Confiei na palavra dele, optei por ficar. Sentia-me desejado”, admitiu.

Chegado em 2003, Luisão teve de facto o impulso de um trampolim, mas um trampolim que o fez saltar para o topo dos jogadores com mais troféus conquistados no Benfica: 20, com esta Supertaça conquistada esta noite frente ao V. Guimarães. Na mesma entrevista supracitada, o central comentou que lhe fazia confusão a falta de referências no futebol, aqueles jogadores que chegam a um clube e nunca mais saem de lá. Isso é uma regra, o brasileiro quis ser exceção. E tem um currículo de exceção, com a camisola encarnada.

Com mais esta vitória, Luisão passou a somar um total de 20 troféus: seis Campeonatos, três Taças de Portugal, sete Taças da Liga e quatro Supertaças. Assim, consegue superar as marcas de outras duas referências de sempre das águias: Nené (19, dez Campeonatos, sete Taças de Portugal e duas Supertaças) e Coluna (18, dez Campeonatos, seus Taças de Portugal e duas Taças dos Campeões Europeus). Seguem-se Eusébio (17), Cavém (15), Ângelo (14), José Águas (14) e… Salvio (13), que já ganhou quatro Campeonatos, duas Taças de Portugal, quatro Taças da Liga e três Supertaças desde que chegou ao Benfica, em 2010/11, vindo do Atl. Madrid (onde jogou ainda em 2011/12).

Em paralelo, Luisão tem outro registo que ficará imortalizado na história do Benfica: a par de Nené, Veloso e Coluna, é um dos quatro jogadores que fizeram mais de 500 encontros oficiais pelo clube.

“Foi uma noite maravilhosa e memorável para mim. Cheguei jovem a este clube, com o pensamento em fazer história e sou hoje um privilegiado por conquistar tantos títulos. Mas mais feliz por ter sido o Benfica a conquistar este título, pois o clube está acima de todos nós. Não precisamos de falar muito do nosso balneário, pois quem o vive sabe o que cada um sente. O Benfica é um clube histórico, tem de valorizar estas velhas glórias e o abraço ao Pietra simboliza isso”, comentou sobre a festa após o apito final, em que a antiga glória e atual adjunto se colocou de joelhos perante Luisão antes de se abraçarem.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: broseiro@observador.pt