Logo Observador
País

Encontrado navio quinhentista na costa de Esposende

7.823

Uma embarcação do século XVI, com 30 metros de comprimento, foi encontrada ao largo de Esposende, no distrito de Braga. Esta poderá ser uma das maiores descobertas a nível mundial.

Imagem meramente ilustrativa.

XAVIER LEOTY/AFP/Getty Images

Um navio do século XVI, provavelmente ibérico e em bom estado de conservação, foi descoberto na costa de Esposende, noticia este domingo o jornal Público. Já antes centenas de peças tinham sido encontradas na praia de Belinho, incluindo objetos de carga e madeiras da embarcação, e deixaram a comunidade científica internacional em alvoroço. Mas a surpresa acabaria por ser bem maior do que o esperado.

O navio encontra-se “praticamente intocado”, estando protegido por uma camada de sedimentos. Ao todo, a equipa responsável acredita que a embarcação terá cerca de 30 metros de comprimento.

Não se sabe ainda de onde veio e para onde seguia o navio que algures no século XVI — os investigadores traçaram uma linha do tempo que abrange os anos 1520 a 1580 — foi atraiçoado pelas águas que ditam os ritmos do mar junto à costa de Esposende. É igualmente cedo para determinar o que aconteceu à tripulação que seguia a bordo do navio.

Uma coisa é certa, tal como frisa a investigação do Público, este poderá ser um dos mais importantes achados a nível mundial.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: acmarques@observador.pt
Açores

O despertar da bela adormecida?

Maria João Avillez
100

E sobre isso, um véu de melancolia tão pesado e uma solidão tão desolada que moldaram os poetas, politicos e pintores que os Açores nos deram.