Google

Google paga 10 mil dólares a estudante por causa de uma falha de segurança

Um estudante uruguaio recebeu 10 mil dólares da Google depois de ter descoberto uma falha de segurança nos servidores da empresa. O estudante descobriu a vulnerabilidade com um programa informático.

AFP/Getty Images

A Google pagou 10 mil dólares (cerca de 8.500.000 euros) a um estudante uruguaio depois de ele ter descoberto uma falha de segurança nos servidores da empresa. O estudante conseguiu descobrir uma vulnerabilidade que lhe permitiu invadir o sistema da companhia e aceder a informação confidencial.

Para chegar aos dados, Ezequiel Pereira – o estudante – apenas teve de utilizar um programa que deteta vulnerabilidades – o Burp Suite. Foi através desse programa que introduziu as “coordenadas” dos servidores Google. Supostamente, isso não devia representar nenhum perigo, já que esse acesso está protegido por login – ou pelo menos devia estar. Isto porque Ezequiel conseguiu entrar num desses servidores que não estava protegido, o que permitia que qualquer pessoa conseguisse também lá entrar. Uma vez lá dentro, o estudante encontrou links confidenciais que redirecionavam para vários serviços da Google.

Felizmente, para a Google, não representou grande problema já que Ezequiel não se aproveitou dessa fuga e avisou a empresa. Depois de uma série de e-mails trocados, onde partilhou as capturas de ecrã daquilo que tinha descoberto, os funcionários da Google confirmaram que ele tinha mesmo descoberto uma falha de segurança. No mês seguinte, o estudante recebeu o pagamento.

As imagens da falha de segurança em questão, tal como os e-mails trocados com a Google, foram depois partilhados pelo próprio e pode vê-los aqui.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Orçamento do Estado

Tributação com sal q.b.

Susana Claro

Quando se atingem níveis de tributação em que os impostos indiretos são responsáveis por metade do preço de venda dos produtos, há que indagar se não estará na altura de decidir que Estado queremos.

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site