Incêndios

GNR constituiu 3 arguidos suspeitos de fogo negligente no Gerês

177

A GNR constituiu arguidos três indivíduos por alegada autoria de uma queima de sobrantes que provocou um incêndio florestal no Parque Nacional da Peneda-Gerês, em Terras de Bouro.

Arménio Belo/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

A GNR constituiu arguidos três indivíduos por alegada autoria de uma queima de sobrantes que provocou um incêndio florestal no Parque Nacional da Peneda-Gerês, em Terras de Bouro, informou aquela força este domingo.

Em comunicado, a GNR refere que o incêndio teve início pelas 16h30 de sexta-feira e consumiu cerca de 5 mil metros quadrados de mato.

Acrescenta que o incêndio teve origem na realização de uma queima de sobrantes e foi combatido pelos Bombeiros Voluntários de Terras de Bouro, elementos dos Sapadores de Terras de Bouro e elementos do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, com apoio de dois meios aéreos.

Foi dado como extinto pelas 23h00 de sexta-feira.

Os arguidos têm entre os 24 e 56 anos e prestaram termo de identidade e residência, pela prática do crime de incêndio florestal de forma negligente.

Os factos foram participados ao Tribunal de Vila Verde.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site