Logo Observador
Atletismo

Medalha de ouro de Inês saudada por Costa e Marcelo

151

António Costa felicitou Inês Henriques, considerando "um motivo de orgulho para Portugal" a medalha de ouro nos mundiais de atletismo de Londres. Marcelo saudou notável prestação da atleta.

NUNO ANDRÉ FERREIRA/LUSA

Autor
  • Agência Lusa
Mais sobre

O primeiro-ministro, António Costa, felicitou este domingo Inês Henriques, atleta portuguesa de marcha, considerando “um motivo de orgulho para Portugal” a medalha de ouro conquistada nos mundiais de atletismo que decorrem em Londres.

“Ouro e record do mundo nos 50km marcha. Brilhante, Inês Henriques! Mais um motivo de orgulho para Portugal. Muitos Parabéns!”, lê-se na mensagem do primeiro-ministro português divulgada na sua conta na rede social Twitter.

Já antes, quando ainda decorria a prova, e a atleta portuguesa liderava a competição, António Costa tinha divulgado uma mensagem de incentivo. “Força Inês Henriques, que continua na frente nos 50km marcha. Aconteça o que acontecer, já é um orgulho para Portugal”, escreveu António Costa.

Também Marcelo Rebelo de Sousa felicitou a atleta de marcha pela sua “notável prestação”. Uma curta nota divulgada na página da Presidência da República deixou uma mensagem de felicitações. “Mais uma notável prestação de uma atleta portuguesa que eleva o nome de Portugal e projeta o atletismo e o desporto nacional”, lê-se na nota.

A portuguesa Inês Henriques conquistou a medalha de ouro nos 50 quilómetros marcha dos Mundiais de atletismo, que decorrem em Londres, juntando ao troféu o novo recorde do mundo, que já lhe pertencia.

A atleta do CN Rio Maior, de 37 anos, foi cronometrada em 4:05.56 horas, pulverizando o seu recorde mundial, que estava fixado nas 4:08.25 horas e datava de 15 de janeiro de 2017, em Porto de Mós.

Até chegar a Londres, Inês Henriques tinha no currículo três participações olímpicas, a última das quais no Rio2016, onde alcançou o 12.º posto nos 20 km marcha. A atleta conta ainda um sétimo posto nos Mundiais de 2007 e um nono nos Europeus de 2010, sempre na distância dos 20 km.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt