Bares

No topo do edifício do Coliseu do Porto há um terraço que serve cocktails e petiscos

8.919

Tem vista sobre a Baixa e 31 cocktails de autor. O Terraço 135 inaugurou a 20 de julho para dar ao Porto um novo local para apreciar o pôr do sol. E comer petiscos criados pelo chef Fernando Morais.

“Faltam rooftops no Porto”, diz Diogo Teixeira, o responsável por dar à cidade um novo terraço onde petiscar, beber cocktails de autor e ficar na conversa tranquilamente, enquanto o sol de põe. O novo Terraço 135 abriu a 20 de julho no edifício do Coliseu do Porto para proporcionar fins de tarde e inícios de noite entre amigos. Sem DJs nem pistas de dança.

Apesar de ficar no topo de um edifício classificado como Monumento Nacional, o Terraço 135 não pertence ao Coliseu do Porto, mas sim ao Porto Coliseum Hotel, que abriu há dois anos para substituir a Pensão Escondidinho. Diogo Teixeira gosta de juntar os amigos, muitos deles ligados à área da restauração e bares. Para surpreender, escolheu o sexto andar deste hotel, que apenas tinha uma sala coberta onde se seriam (e ainda servem) os pequenos almoços aos hóspedes. Ali juntou 90 amigos, no espaçoso terraço, com vista sobre a Baixa do Porto, e que estava completamente desaproveitado.

“No dia seguinte, os donos do hotel ligaram-me e eu pensei que era para me apresentarem uma folha de despesas, por causa de algum estranho. Afinal era para me dizerem que gostaram de ver ali tanta gente a divertir-se e desafiaram-me para abrir aqui algo.” Diogo nunca teve um restaurante, embora tenha estado ligado durante dois anos ao Fé Wine & Club, mas está habituado a dinamizar espaços e tem amigos na área. O resultado está à vista.

Depois do céu laranja, as velas acendem-se para iluminar a noite. © Divulgação

Os menus, em formato de disco de vinil, são curtos. O forte são os 31 cocktails de autor, 19 deles com álcool, criados pelo barman de serviço, Jorge Silva. “Ele também pergunta às pessoas de que bebidas gostam mais e personaliza.” Há também nove referências de vinhos portugueses, quatro deles com opção de vinho a copo. Vinho do Porto, gin, aguardente e vodka estão entre as ofertas.

Para comer há tábuas de queijos, portugueses e franceses, tábuas de enchidos onde se inclui o presunto de Parma (todas entre 8,50€ e 10,50€), guacamole, mini hambúrgueres, preguinhos no pão com bife do lombo e sanduíche de salmão com rúcula em pão de cereais.

Em breve chegam novos pratos, pensados pelo chef Fernando Morais, que trabalhou ao lado de Rui Paula no DOP e com Luís Américo no Cantina 32 e no Puro 4050. Quais? Quem sabe uns ovos rotos e umas gambas al ajillo. Diogo Teixeira sublinha que será à base de petiscos, mas ainda não quer desvendar tudo. Entre as 17h e as 19h, para quem ainda quer lanchar algo saudável, já há uma opção light de iogurte com granola e fruta.

Para além do terraço, há uma sala interior. O bar em palha é provisório: em breve chega um bar “a sério”. © Sara Otto Coelho / Observador

Mediante reserva, a equipa prepara jantares para grupos acima de 18 ou 20 pessoas, com preços a partir dos 25€. Tudo depende dos pratos escolhidos, que vão desde o arroz de pato ao bacalhau, passando pelo arroz de lavagante. Experiência não faltará. Ou não fosse o proprietário do hotel, Manuel Pinheiro, o mesmo do restaurante O Gaveto, em Matosinhos.

Todos os dias o Terraço 135 põe-se mais bonito. Em breve vai ser montado um jardim vertical e uma zona de chão relvada. Vão chegar novos sofás. E eventos. Às sextas-feiras planeia criar um evento “mais premium“, com ostras e o champanhe francês Veuve Clicquot, parceiros do Terraço 135. Aos sábados querem passar a abrir mais cedo, às 15h, e quem sabe receber marcas de bebidas para eventos diferentes. Fechar mais tarde é que não está nos planos. 23h é o limite, para que as pessoas possam depois ir em busca de um bar ou uma discoteca. E Diogo tem muitas dicas na manga.

Quando o frio chegar, há um aquecedor a toda a volta e mantas preparadas. O objetivo para o inverno é criar uma estrutura amovível de vidro que proteja da chuva. No entanto, tratando-se de um edifício classificado como Monumento Nacional, há uma série de exigências a cumprir no que à fachada diz respeito. Mas ainda falta muito tempo para a época das chuvas. Agora é tempo de aproveitar o pôr do sol.

Jorge Silva gosta de perguntar aos clientes quais as suas bebidas favoritas, para personalizar cocktails. © Divulgação

Nome: Terraço 135
Morada: Rua Passos Manuel, 135, Porto (ao lado da entrada para o Coliseu)
Horário: Todos os dias das 17h às 23h
Telefone: 934 164 150
Reservas: Aceita
Site: www.facebook.com/135.rooftop

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: socoelho@observador.pt
Autárquicas 2017

As eleições de André Ventura

Rui Ramos

Não há no que André Ventura afirmou qualquer vestígio de “racismo” ou “xenofobia”. Mas este Verão, a nossa oligarquia política precisava de inventar um Trump de palha, desse por onde desse.  

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site