Vitória de Guimarães

Vitória de Guimarães paga cinco mil euros por comportamento indevido dos adeptos

O Vitória de Guimarães vai pagar mais de 5.126 euros pelo comportamento indevido dos seus adeptos, na receção ao Sporting, na terceira jornada da I Liga de futebol. Os 'leões' desembolsam 2.219 euros.

HUGO DELGADO/LUSA

O Vitória de Guimarães vai pagar mais de 5.126 euros pelo comportamento indevido dos seus adeptos, na receção ao Sporting, na terceira jornada da I Liga de futebol, enquanto os ‘leões’ desembolsam 2.219 euros.

De acordo com o mapa de castigos da terceira jornada da I e II Liga, esta terça-feira divulgado pela Liga Portuguesa de Futebol Profissional, as multas aos ‘vimaranenses’ prendem-se com o arremesso de duas cadeiras para o relvado, uma na direção do defesa dos ‘leões’ Fábio Coentrão, bem como “várias garrafas de água”.

Além dos objetos arremessados, também a deflagração de dois potes de fumo, tochas incandescentes e um ‘flash light’ foram motivo de multa, enquanto o Sporting terá de pagar pelo atraso de três minutos, no reinício do jogo depois do intervalo.

O comportamento incorreto dos adeptos também motiva multas aos ‘verde e brancos’, bem como o rebentamento de um petardo.

Amilton Silva, do Desportivo das Aves, foi suspenso por dois jogos depois de ter sido expulso por “jogo violento” na derrota com o Sporting de Braga (2-0), ao “atingir com o cotovelo a cara do jogador adversário”.

Jogadores suspensos:

I Liga:

  • Dois jogos:

Amilton Silva (Desportivo Aves)

  • Um jogo:

Domingos Duarte (Desportivo Chaves)

II Liga:

  • Dois jogos:

João Faria (Famalicão)

  • Um jogo:

Tony Djim (FC Porto B)

Luther Singh (Sporting de Braga B)

Anatoli Nikolaesh (Vitória Guimarães B)

Abdu Conté (Sporting B)

Brendon Lucas (Académica)

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Medicina

Mãe e avó

Pedro Vaz Patto

A respeitável intenção de ter um filho não pode levar a fazer deste um objeto de um desejo ou de um direito, a satisfazer esquecendo ou ultrapassado o seu supremo bem.

Pobreza

O dia mundial dos pobres, uma hipocrisia?!

P. Gonçalo Portocarrero de Almada

Com o valor, certamente astronómico, da hipotética venda da Pietà, milhões de pobres, que vivem agora na miséria, poderiam ser significativamente ajudados.

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site