Óbito

Walter Becker, cofundador dos Steely Dan, faleceu aos 67 anos

Guitarrista tinha sido submetido a uma intervenção cirúrgica e, de acordo com outro membro da banda, estaria a recuperar. Causas da morte não foram reveladas.

Walter Becker em atuação durante um concerto no Beacon Theatre, em Nova Iorque, em 2015

Getty Images

Walter Becker faleceu neste domingo, de acordo com a informação que foi divulgada através do site oficial do músico, mas em que não foram desvendadas as causas do óbito. Becker, guitarrista, baixista e cofundador dos Steely Dan, tinha 67 anos e vivia em Maui, no Hawai.

No início de 2017, o músico tinha faltado a concertos da banda, que viveu o auge entre os anos 1970 e o início da década seguinte, agendados para as cidades de Los Angeles e Nova Iorque. Donald Fagen, o outro membro do duo, revelou à Billboard, em agosto, que Walter Becker tinha sido alvo de uma intervenção cirúrgica e estaria recuperado em breve.

Os Steely Dan distinguiram-se através de uma música que juntou influências do rock e do jazz, tornando-se numa das bandas de fusão mais relevantes nestes terrenos. O projeto foi fundado em 1972 depois de Becker e Fagen se terem conhecido enquanto estudantes no Bard College, em Nova Iorque. Seguiu-se a edição de diversos singles e álbuns que conheceram acolhimento positivo entre o público e os críticos, com destaque para êxitos como Do It Again e Reelin’ In the Years e trabalhos de longa duração como “Aja” e “Gaucho”.

A banda interrompeu a carreira nos anos 1980, com Becker e Fagen a prosseguirem carreiras a solo, para se reunir em 2000 e gravar “Two Against Nature”, obra que valeu o Grammy para álbum do ano. No ano seguinte, os Steely Dan, que venderam 40 milhões de discos a nível global, passaram a figurar no Rock and Roll Hall of Fame. Nos tempos mais recentes, a banda fez diversas aparições ao vivo, com destaque para um conjunto de prestações que decorreram no Beacon Theatre, em Nova Iorque, quando interpretaram um álbum da sua discografia em cada um dos concertos agendados.

Através de uma declaração emitida neste domingo, Donald Fagen afirmou: “Walter Becker era um amigo, o meu parceiro na composição e na banda desde que nos conhecemos no Bard College em 1967”. O músico recordou que os dois começaram a compor pequenas canções num piano de parede que existia no dormitório do estabelecimento de ensino que frequentaram. “Gostávamos de muitas coisas em comum” como o jazz produzido desde os anos 1920 até meados de 1960, assim como a música soul e os blues de Chicago, além dos filmes dos irmãos Marx e de Robert Altman e, também, dos livros de Vladimir Nabokov e de Kurt Vonnegut. Fagen garantiu que, enquanto puder, vai “manter viva” a música que criou com Walter Becker.

Escute aqui Do It Again, dos Steely Dan, de 1972

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site