Salão de Frankfurt

O que ver em Frankfurt. De uma ponta à outra

O Salão de Frankfurt é uma imensidão. Em termos de espaço e novidades. A próxima edição não será excepção, estando prevista a apresentação de mais de 40 novos modelos. Eis um guia para não se perder.

Autor
  • Simone Carvalho

O Salão Automóvel de Frankfurt abre as suas portas à comunicação social já no próximo dia 12 de Setembro, para depois deixar o grande público entrar entre os dias 14 e 24.

“OK”, pensarão os mais desapegados do universo automóvel, “e o que é que isso me interessa?” Podíamos dar-lhe inúmeras razões, mas vamos só recuar até 2015, ano em que, neste certame, foram desvendados modelos como o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio, o Volkswagen Tiguan, o Jaguar F-Pace ou o Bentley Bentayga. E, agora, chamámos a sua atenção?

Nesta edição do Salão de Frankfurt há alguns desistentes, mas a maioria dos construtores mantém-se fiel à tradição e promete lá estar em força. Para animar o mercado, vai haver SUV com fartura, pois os consumidores assim o pedem, mas também protótipos amigos do ambiente, porque a legislação assim o vai obrigar. Isto, a par de várias actualizações de modelos já conhecidos, bem como propostas mais exclusivas.

Como habitualmente fazemos em vésperas de Salão, preparámos uma síntese com as principais novidades, ordenadas por ordem alfabética. Não se surpreenda por não encontrar na nossa fotogaleria as marcas Alfa Romeo, DS, Infiniti, Peugeot, Nissan, Volvo, Jeep, Fiat e Mitsubishi. Todas elas já confirmaram que vão faltar.

Recomendador: descubra o seu carro ideal

Não percebe nada de carros, ou quer alargar os horizontes? Com uma mão-cheia de perguntas simples, ajudamo-lo a encontrar o seu carro novo ideal.

Recomendador: descubra o seu carro idealExperimentar agora
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Medicina

Mãe e avó

Pedro Vaz Patto

A respeitável intenção de ter um filho não pode levar a fazer deste um objeto de um desejo ou de um direito, a satisfazer esquecendo ou ultrapassado o seu supremo bem.

Pobreza

O dia mundial dos pobres, uma hipocrisia?!

P. Gonçalo Portocarrero de Almada

Com o valor, certamente astronómico, da hipotética venda da Pietà, milhões de pobres, que vivem agora na miséria, poderiam ser significativamente ajudados.

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site