Caso Lava Jato

PGR brasileira deduz acusação contra Dilma Rousseff e Lula da Silva

142

Os antigos presidentes são acusados de participar em organização criminosa e de desvio de fundos da Petrobrás, no âmbito do caso Lava Jato.

JOEDSON ALVES/EPA

A Procuradoria-Geral brasileira deduziu esta terça-feira acusação contra a ex-Presidente Dilma Rousseff e o seu antecessor, Lula da Silva, entre outros políticos ligados ao Partido dos Trabalhadores, noticia o Folha de São Paulo na sua página na internet.

Dilma Rousseff e Luiz Inácio Lula da Silva são acusados de participar em organização criminosa e de desvio de fundos da petrolífera brasileira, Petrobrás, no âmbito do caso Lava Jato.

O procurador-geral, Rodrigo Janot, acusou ainda os ex-ministros da Fazenda Antonoi Palocci e Guida Mantega; a presidente do PT, a senadora Gleisi Hoffmann e o marido, o ex-ministro das Comunicações Paulo Bernardo e os ex-tesoureiros do PT João Vaccari e Edinho Silva.

“Pelo menos desde meados de 2002 até 12 de maio de 2016, os denunciados integraram e estruturaram uma organização criminosa com atuação durante período em que Lula e Dilma Rousseff sucessivamente titularizaram a Presidência da República, para cometimento de uma miríade de delitos, em especial contra a administração pública em geral”, escreveu Rodrigo Janot, de acordo com a Folha.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site