Música

Oiça e compare as 11 músicas que Tony Carreira é acusado de plagiar

3.759

O Ministério Público acusou Tony Carreira de plágio. Ao todo são 11 canções, todas elas de autores e compositores estrangeiros. Reunimos todos os temas alegadamente plagiados para que oiça e compare.

Entre os temas alegadamente plagiados estão sucessos como "Sonhos de menino"

Gerardo Santos / Global Imagens

Tony Carreira terá plagiado 11 músicas: é esta a convicção do Ministério Público, que esta quarta-feira tornou pública a acusação. No processo está também envolvido o compositor Ricardo Landum.

Compare as músicas de Tony Carreira com os temas que é acusado de plagiar

O despacho de acusação a que o Observador teve acesso nomeia todos os temas indiciados no processo e que reunimos em baixo, para que possa ouvir e comparar.

Adeus até um dia/Tzigane

“Tzigane” é um tema de 1993, da autoria de Jean-Michel Emile Claude Berriat e interpretado por Frédéric François.

Depois de ti mais nada/Después de Ti… Qué

“Después de Ti… Qué” (2000) é da autoria de Rudy Amado Perez.

Esta falta de ti/Toi qui manque à ma vie

“Toi qui manque à ma vie” (2000), Julie Mabel Dolores Gaillard D’Aime e Natasha St-Pier.

Já que te vais/Puisque tu pars

“Puisque tu pars” (1987), Jean Jacques Goldman.

Leva-me ao céu/Suddenly you love me

“Suddenly you love me”, Daniela Pace e Lorenzo Pilat.

Nas horas de dor/City of New Orleans

“City of New Orleans” (1978), Steve Goodman e Willie Nelson.

O anjo que eu era/Regarde toi

“Regarde toi”, Jean-François Bernard Berger/Gray Felix e David Charget.

Por ti/Je t’aime

“Je t’aime”, Lara Fabian e Rick Allison.

Porque é que vens/Ne viens pas

“Ne viens pas”, Dean Landon e Roch Voisine.

Se acordo e tu não estás/Me muero

“Me muero”, Maria Graciela Galan Cuervo e Joaquin Galan Cuervo.

Sonhos de menino/L’Idiot

“L’Idiot” (1981), Hervé Vilard e Henri Didier René.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Música

Quatro notas soltas

Alberto Gonçalves
2.186

O que “Tony” Carreira fez foi adoptar uma vetusta e digníssima tradição nacional: ir buscar entulho lá fora, temperá-lo ao jeito indígena e servir o prato requentado ao público dito alvo.

Rússia

Quem esconde carrascos estalinistas e o seu chefe?

José Milhazes

Um tribunal de Moscovo recusou novo pedido da família de Raoul Wallengerg, diplomata sueco que salvou do Holocausto dezenas de milhares de judeus, de acesso à documentação sobre o seu destino na URSS.

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site