Semana da Moda de Paris

E você, está pronto para voltar a usar Crocs?

633

A sugestão foi da Balenciaga, no desfile deste domingo, em Paris. A grande surpresa esteve nos pés das modelos, que calçaram Crocs... com 10 centímetros de altura.

A Balenciaga apresentou no desfile deste domingo uma colaboração com a Crocs. As sandálias têm 10 centímetros de altura e chegam às lojas na primavera.

Balenciaga

O mundo da moda ficou sem reação. Aliás, passadas mais de 24 horas do desfile da Balenciaga, que aconteceu este domingo, em Paris, ainda ninguém sabe muito bem o que dizer. A marca francesa surpreendeu tudo e todos com uma colaboração, no mínimo, insólita. Já o desfile se aproximava do fim quando surgiram as primeiras modelos com Crocs. De facto, Demna Gvasalia, o diretor criativo da maison, fez uma colaboração com a marca e transformou as famosos chinelos confortáveis em sandálias de plataforma com 10 centímetros de altura.

“Os Crocs têm sido muitas coisas — práticos, confortáveis e resistentes — mas nunca foram cool. Até agora.” A frase pode ler-se num artigo da Vogue britânica, publicado instantes após o desfile. A verdade é que os Crocs são das peças mais renegadas pelo mundo na moda, o que não tem impediu a marca americana, fundada em 2002, de chegar aos quatro cantos do mundo. Com mais de 300 milhões de pares vendidos em mais de 90 países, a empresa, cotada em bolsa, continua a ter no modelo Clog o seu best-seller. E foi precisamente esse o ponto de partida da Balenciaga que, além de lhes ter subido o salto, também os encheu de pins. A pergunta é: será que vai pegar?

Com as últimas coleções, a marca atravessa um pico de popularidade. Depois do logotipo de campanha de Bernie Sanders e do famoso saco azul da Ikea, a Balenciaga continua a mostrar que a moda se pode apropriar de tudo e que não há nada que não possa passar de feio e banal e cool num estalar de dedos, que é como quem diz num desfile em Paris.

É um sapato muito inovador. É leve, é uma peça única feita de espuma moldada e, para mim, este tipo de técnicas e materiais são muito Balenciaga”, afirmou o designer, nos bastidores do desfile.

Esta não é a primeira vez que um designer de moda tenta fazer dos Crocs um objeto de desejo. Em fevereiro, Christopher Kane deixou meio mundo de olhos pregados ao chão. O designer deu o seu toque aos chinelos e levou-os para o desfile da coleção outono-inverno 2017/18, na Semana da Moda de Londres. Uma das versões, com pelo, está à venda por 495€. O designer não ficou por aí e voltou à carga agora em setembro, desta vez com aplicações cintilantes sobre o material resinoso de que são feitos os Crocs.

Christopher Kane 'Craft and Work' Autumn Winter 2017 details #ChristopherKane #CraftandWork #AW17

A post shared by Christopher Kane (@christopherkane) on

No Facebook, a Balenciaga já oficializou a colaboração. A maison anunciou que as sandálias estarão à venda em exclusivo nas suas lojas (físicas e online), mas só na próxima primavera. Até lá, quem ficou com vontade de antecipar a tendência vai ter de recorrer aos originais.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: mgoncalves@observador.pt
Angola

João Lourenço e MPLA: estamos juntos?

José Pinto

Apesar do seu debilitado estado de saúde, José Eduardo dos Santos ainda é o Presidente do MPLA. As exonerações dos seus familiares diretos dificilmente mereceram a sua aquiescência.

Caso José Sócrates

Quid custodiet custodiam?

Luís Ribeiro

Agora que o puzzle está claro, quanto será reaberto o inquérito ao crime contra o Estado de Direito para conhecermos a cumplicidade dos que então eram os mais altos responsáveis da Justiça portuguesa?

Pobreza

Amar com obras e não com palavras

P. Miguel Almeida, sj

Há uma diferença entre culpa e responsabilidade. O facto de não termos culpa de haver fome e pobreza no mundo não nos isenta da responsabilidade, simplesmente porque somos todos irmãos em humanidade.

Panteão Nacional

O sacrossanto panteão de Santa Engrácia

P. Gonçalo Portocarrero de Almada
112

Se a república é laica, porque se apropriou de uma antiga igreja católica para seu panteão nacional? O laicismo não é capaz de arranjar um espaço próprio, onde sepultar os seus próceres?

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site