Moda Lisboa

Convites para quê? A ModaLisboa chega ao Pavilhão Carlos Lopes e há 8 desfiles abertos ao público

Uma tarde de conferências, 18 marcas num mercado ao ar livre, 8 desfiles abertos ao público e um novo poiso. A ModaLisboa arranca na quinta-feira sob o tema "Luz" e há muito para fazer sem convite.

A 49ª edição da ModaLisboa começa na quinta com as Fast Talks e continua até domingo com 23 desfiles, 8 deles abertos ao público.

ANDRÉ MARQUES / OBSERVADOR

A 49ª edição da ModaLisboa arranca esta quinta-feira e marca a estreia do maior evento de moda lisboeta no Pavilhão Carlos Lopes, no Parque Eduardo VII, edifício histórico reinaugurado no início deste ano. A sala de desfiles tem mais de 1000 lugares sentados, enquanto o jardim, preparado para receber alguns dos criadores, garante lugar para 405. Daqui em diante, esta será a casa da moda na capital, um novo capítulo que a organização quis inaugurar sob o tema “Luz”.

Depois de anos no Pátio da Galé e da última edição no CCB, a ModaLisboa estreia-se no reinaugurado Pavilhão Carlos Lopes © Divulgação

Na verdade, luz é o que não vai faltar. Os designers apresentam as suas propostas para o próximo verão, quando o deste ano, na prática, ainda não acabou. A ModaLisboa sai a ganhar, já que aproveita o bom tempo para montar o Wonder Room ao ar livre e ainda para levar oito desfiles até ao jardim, todos eles acessíveis ao público. Ganham também os adeptos dessa célebre modalidade chamada street style. Essas são as estrelas que não chegam a pisar a passerelle, mas que desta vez bem que podem deixar os casacos em casa, se não estragar o outfit, claro.

Fast Talks

O programa começa precisamente com uma tarde de cavaqueira aberta ao público. As Fast Talks aconteceu ali mesmo ao lado, na Estufa Fria, e nesta edição debruçam-se sobre a relação entre a moda e a política. Na quinta-feira, a partir das 16h, a moda volta a provar que não é uma área estanque. Para o debate, a organização convidou cinco figuras de peso, a começar por Alexandra Bondi de Antoni, editora da edição alemã da revista i-D. A especialista em moda e media Aurélia Vigouroux também vai estar em Lisboa. Já desenvolveu projetos para marcas como a Chanel e a L’Oréal, mas são as marcas e os designers emergentes que mais lhe chamam a atenção. Danilo Venturi é outro dos convidados internacionais. Fez o seu percurso académico na área da política e é atualmente o diretor da Polimoda, o Instituto Internacional de Design de Moda e Negócios, em Florença. Do universo do branding, dos mercados financeiros e da comunicação internacional chega Misha Pinkhasov, que escreve frequentemente para títulos como a Vogue e o The Huffington Post. O painel fica completo com o português Gonçalo Castel Branco, um ás do marketing e da comunicação que já produziu conteúdos televisivos, mas também campanhas políticas do outro lado do Atlântico. A moderação fica mais uma vez a cargo da atriz e cronista Joana Barrios. As Fast Talks são de entrada livre.

Os desfiles

O bom tempo tem destas coisas e a mudança da ModaLisboa para um parque verde também. No total, serão oito os desfiles que podem ser vistos sem convite. A moda aberta a todos começa logo na sexta-feira, com as coleções de Patrick de Pádua e Duarte, às 16h e às 17h, respetivamente.

Esboços da coleção Voyage, apresentada pela marca Duarte na próxima sexta-feira © Divulgação

Mas o calendário de desfiles também fica marcado por alguns regressos à passerelle da ModaLisboa. Aleksandar Protic tem sido uma das ausências mais notadas nas últimas edições. Depois de ter apresentado a sua coleção primavera-verão 2016, o designer sérvio interrompeu a produção criativa sazonal. Regressa no sábado com uma coleção que parte de uma série de esculturas de Barbara Hepworth para chegar a peças moldadas por pregas e cintos. Nair Xavier também está de regresso. A jovem criadora saltou as últimas duas estação e volta agora com a coleção “NgaKUYAA”, em parceria com a marca portuguesa de alfaiataria Diniz & Cruz. O desfile está marcado para domingo, às 15h, no exterior do pavilhão e pode ser visto por quem estiver de passeio pelo parque. No mesmo dia, a partir das 14h e até às 16h30, a ModaLisboa convida a cidade a assistir aos desfiles de Morecco e Eureka.

A plataforma LAB, reservada a jovens criadores, também tem novidades. Depois de se ter estreado no concurso Sangue Novo, há precisamente dois anos, Carolina Machado sobe um patamar na carreira de designer de moda e partilha a passerelle com a Imauve, a marca de Inês de Oliveira, essa sim a desfilar pela primeira vez na ModaLisboa. Esperam-se duas coleções inspiradas por obras cinematográficas. A primeira parte de Laurence Anyways, de Xavier Dolan, para elaborar um guarda-roupa onde as referências masculinas e femininas se entrecruzam. A segunda é fruto de uma viagem à Bósnia rural de Emir Kusturica em On The Milky Road. O desfile está marcado para sábado às 14h30 e, à semelhança dos dois seguintes, David Ferreira e Awaytomars, também pode ser visto no jardim.

Eagle Eye, a coleção que Luís Carvalho leva ao Pavilhão Carlos Lopes, no último dia de ModaLisboa © Divulgação

Lá dentro, o espetáculo da moda continua e com as estrelas do costume. O Sangue Novo está marcado para as 18h de sexta-feira, com mais uma fornada de 10 novos designers a competirem entre si por três prémios: ModaLisboa, FashionClash e The Feeting Room. Kolovrat, Valentim Quaresma e Ricardo Preto preenchem o resto da agenda do primeiro dia de desfiles. No sábado, Dino Alves encerra o dia em que Nuno Gama, Cia. Marítima, Ricardo Andrez e Christophe Sauvat também pisam a passerelle. No domingo, Olga Noronha, também ela ausente na última edição, a angolana Nadir Tati, Luís Carvalho, Mustra e Filipe Faísca completam o programa do último dia.

Quem preferir o conforto do sofá ou da secretária também pode ver as modas. O livestream começa na quinta-feira, com as Fast Talks, e vai transmitir todos os desfiles da 49ª edição da ModaLisboa.

Wonder Room

Também fora do Pavilhão Carlos Lopes vai estar o Wonder Room. A loja pop-up assenta arraiais durante os três dias de desfiles, com 18 marcas e designers portugueses. As opções vão do estacionário e da decoração à roupa e à joalharia. As bancas, como já é hábito, não são só para inglês ver, por isso, vá preparado para fazer compras.

Boon, Constança Entrudo e Daniela ponto final levam a moda feminina para dentro do Wonder Room. A joalharia de autor é representada pelos trabalhos de Carolina Curado, de Maria Beirão e de Vera Manzoni. The Board e Selva são as marcas que fazem com que esta loja temporária valha a pena também para homens. As t-shirts e camisolas da Ironic voltam a estar presentes na ModaLisboa, enquanto a Niu Niu Pets garante que a moda não é só coisa de bípedes. Se o gosto lhe pende mais para a decoração, vá direito aos expositores da Weaving e da Alfamarama. Estas e outras marcas foram selecionadas pela ModaLisboa. O Wonder Room abre na sexta, das 16h às 22h, no sábado, das 12h às 22h, e no domingo, das 12h às 20h.

Work Station

O que vale é que neste pavilhão cabe tudo e mais alguma coisa. Durante os três dias, a “Work Station” vai ser composta pelo trabalho de três fotógrafos. Arlindo Camacho, Carlos Teixeira e Pedro da Silva acompanham os desfiles e cirandam pelos bastidores e, no final de cada dia, expõem os melhores ângulos da ModaLisboa. A exposição é aberta ao público e a ela juntam-se outras duas. “Portuguese Shoes” mostra o que de melhor se está a fazer em Portugal na área do calçado. “Showcase ModaPortugal” cruza o lado industrializado da moda portuguesa com o trabalho de novos criadores.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: mgoncalves@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site