Política

Eleição para Provedor adiada, PS e PSD estão a negociar

O parlamento adiou, por uma semana, para 20 de outubro, a eleição de membros externos à Assembleia, como o Provedor de Justiça, à espera de resultados das negociações entre PS e PSD.

MÁRIO CRUZ/LUSA

O parlamento adiou, por uma semana, para 20 de outubro, a eleição de membros externos à Assembleia, como o Provedor de Justiça, à espera de resultados das negociações entre PS e PSD.

A decisão foi tomada na conferência de líderes parlamentares, esta quarta-feira, na Assembleia da República, em Lisboa, em que os dois maiores partidos informaram que estão em curso conversações, afirmaram os porta-vozes da reunião, Duarte Pacheco e Idália Serrão.

Este é o primeiro sinal dos dois maiores partido na resolução de um impasse que dura há meses, dado a eleição do Provedor de Justiça ou dos membros da Entidade Reguladora da Comunicação Social (ERC), por exemplo, têm de ter os votos de dois terços dos deputados.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
CDS-PP

O grande Gatsby

Miguel Alvim

O depoimento de Adolfo Mesquita Nunes, apesar da manchete mediática que inegavelmente teve, constituiu, sobretudo, uma proposta de promoção pessoal.

PSD

Sulistas, populistas e… que mais?

Helena Cristina Coelho

Por um lado, Rui Rio aparece de peito feito a condenar o abominável populismo, que rejeita — por outro, parece cair em tentações populistas, em que cede. O que esperar daqui?

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site