Circuito Mundial de Surf

Frederico Morais ultrapassa Connor O’Leary e coloca-se como melhor rookie do Circuito Mundial

492

Frederico Morais está na terceira ronda do Quiksilver Pro France após vencer Jack Freestone e, com a eliminação de Connor O'Leary, pode chegar a Peniche como o melhor rookie do Circuito Mundial.

JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

Frederico Morais não começou da melhor forma o Quiksilver Pro France, em La Graviere, caindo para as repescagens na primeira ronda com o brasileiro Ian Gouveia e o tricampeão australiano Mick Fanning. No entanto, as boas notícias não demoraram e vieram em versão dupla… de forma indireta.

O português defrontou o australiano Jack Freestone no sexto heat da segunda ronda, vencendo de forma categórica com duas ondas bem acima do que tinha feito de manhã (7.93 e 7.33) que lhe valeram um total de 15.26 pontos, contra os apenas 11.37 (7.20 e 4.17) do adversário nesta bateria.

Mas, e em paralelo com a passagem à terceira ronda da nona e antepenúltima etapa do Circuito Mundial, Kikas conseguiu também ficar muito perto de garantir pela primeira vez (à condição) o lugar de melhor rookie do ano na classificação, depois da eliminação de Connor O’Leary nas repescagens frente ao italiano Leonardo Fioravanti (14.60-11.87). Isto em vésperas da etapa portuguesa, que irá arrancar no dia 20 em Peniche.

De referir que, nesta altura, passaram também das repescagens para a terceira ronda, além de Morais e Fioravanti, Marc Lacomare – que conseguiu a grande surpresa do dia ao afastar Julian Wilson –, Owen Wright, Adriano de Souza, Miguel Pupo (contra Filipe Toledo, que apresentou algumas dificuldades físicas), Kolohe Andino e Mick Fanning, que eliminou Ezekiel Lau na última bateria do dia.

A primeira ronda já tinha apurado de forma direta Stuart Kennedy (12.00, contra 10.77 de Adriano de Souza e 6.33 de Conner Coffin), Nat Young (11.00, contra 9.17 de Bede Durbidge e 7.20 de Owen Wright), Matt Wilkinson (13.77, contra 12.50 de Wiggoly Dantas e 10.76 de Josh Kerr), Ethan Ewing (15.57, contra 15.33 de Caio Ibelli e 9.13 de Julian Wilson), John John Florence (15.67, contra 15.60 de Ítalo Ferreira e 5.10 de Keanu Asing), Jordy Smith (16.10, contra 12.70 de Marc Lacomare e 10.47 de Kanoa Igarashi), Joan Duru (18.00, contra 11.43 de Filipe Toledo e 9.14 de Miguel Pupo), Gabriel Medina (15.86, contra 15.27 de Jeremy Flores e 13.26 de Leonardo Fioravanti), Joel Parkinson (13.20, contra 11.86 de Jack Freestone e 11.40 de Michel Bourez), Sebastian Zietz (12.74, contra 10.74 de Jadson André e 10.57 de Connor O’Leary) e Adrian Buchan (15.60, contra 10.63 de Kolohe Andino e 10.60 de Ezekiel Lau).

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: broseiro@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site