Escapadinhas

Este neto recriou as fotos do avô passados 50 anos. Eis as suas viagens em 28 fotos

365

Quando o avô de Tomkins foi para um lar, ele decidiu mexer nas caixas de fotos para ver que aventuras tinha vivido. Afinal, Stephen Clarke adorava viajar. E o neto decidiu seguir-lhe os passos.

Dave Tomkins remexia nas caixas de fotografias empoeiradas que o avô, Stephen Clarke, tinha deixado num canto da casa em New South Wales, Austrália, antes de ir para um lar de idosos. Era o verão de 2009 quando Dave, um diretor artístico, descobriu 50 negativos de fotografias que o avô Stephen tinha tirado numa viagem por 17 cidades em sete países do mundo. Era como se o neto tivesse entrado numa viagem ao passado da Kong Kong, Veneza e Lisboa de há 50 anos. E decidiu voltar aos mesmos sítios por onde o avô tinha andado para recriar os seus passos.

Como as fotografias não tinham descrições, Dave Tomkins precisou da ajuda dos internautas: publicou algumas das fotografias num site e pediu aos seguidores que o ajudassem a identificar aqueles lugares. Não foi tarefa difícil, porque as imagens de 35 mm tinham uma qualidade “impressionante”, conta a CNN. Foi assim que começou a conhecer melhor o avô: “Como fazemos sempre quando temos cinco ou seis ou 10 anos, vamos ter com os nossos avós e tentamos dizer-lhes o quão maravilhosos somos, o quão bem está a correr a escola ou o futebol. Apercebi-me que passei muito tempo a falar de mim mesmo mas nunca realmente perguntei ao meu avô o que ele fazia, o que parece um pouco parvo”. Mas estava na hora de o fazer.

Stephen Clarke não estava a gostar da vida no lar de idosos, por isso Dave Tomkins quis dar-lhe novos motivos para sorrir: mostrou-lhe as fotografias antigas e pediu-lhe para contar as aventuras por que tinha passado. Mas Stephen não deu grande importância ao plano do neto: “Não estava interessado. Não se lembrava e não queria muito falar sobre aquilo”, disse ele. Em julho de 2013, Stephen Clarke morreu sem nunca contar a história daquelas viagens. Mas Dave Tomkins não quis desistir.

O entusiasmo de Dave sobre o plano de seguir os passos do avô começou quando, sozinho, conseguiu identificar algumas fotografias tiradas ali mesmo, na Austrália. Foi em 2014. Quando os italianos da Internet começaram a identificar as paisagens italianas, os portugueses começaram a identificar paisagens portuguesas e por aí adiante, Dave Tomkins começou a construir o mapa dos lugares por onde tinha de andar para seguir os passos do avô. Rapidamente percebeu que tinha de fazer uma viagem à volta do mundo. E o resultado é o que está na fotogaleria.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: mlferreira@observador.pt
Família

Bons pais fazem asneiras de 8h em 8h

Laurinda Alves

Acrescentar a família com mais filhos sim, mas sem pensar demais, sem perder muito tempo, para não perder também a oportunidade e, sobretudo, para não ceder a argumentos acessórios, longe do essencial

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site