Orçamento do Estado

Progressões. Governo e partidos acordam ritmo de devolução mais rápido

Governo e partidos fecharam o acordo para repor mais rapidamente os salários resultantes das progressões na Função Pública, mas os funcionários começam o ano com menos.

Manuel Almeida/LUSA

O Governo e o PCP chegaram a acordo, esta madrugada, para acelerar o ritmo de reposição dos aumentos salariais respeitantes às progressões na Função Pública, com os trabalhadores a receberem apenas 25% em janeiro, mas a acabar o próximo ano já com 50% descongelado, apurou o Observador.

De acordo com a proposta vista pelo Observador, o Governo já não irá repor em três partes, mas antes em quatro, e com um ritmo diferente. Na proposta enviada aos sindicatos, as progressões eram devolvidas em três partes: 33% em janeiro do próximo ano; para 66% em janeiro de 2019; e finalmente 100% em dezembro de 2019.

Agora, o faseamento mantém-se, mas o ritmo é diferente. No início do próximo ano os funcionários públicos só terão direito a 25% do aumento salarial correspondente à progressão na carreira que teriam direito. Em setembro, este reposição passa a 50%, o que faz com que acabem o ano em melhor condição.

A terceira parte acontece só em maio, para os 75%, o que faz com que comecem também o ano de 2019 com menos do que na proposta anterior. A última parcela acontece a 1 de dezembro de 2019, como estava previsto anteriormente.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: nmartins@observador.pt
Orçamento do Estado

Economia moderna

Inês Domingos

A confusão no Governo e desta maioria sobre o que são reformas estruturais é mais do que uma questão semântica, é a ignorância e o desprezo pela racionalidade económica.

Política

Quanto vale o sr. ministro para o povo?

José Miguel Pinto dos Santos
424

Para o povo, o sultão só passa a valer algo mais que nada quando começa a dar-lhe algo mais do que lhe tira. E em Portugal quanto suga o Estado ao povo? Quanto valem Centeno&Costa para os portugueses?

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site