Beleza e Bem Estar

8 segredos das mulheres que parecem mais novas

823

Não é preciso beber de nenhuma fonte da juventude secreta mas sim adotar certos cuidados e rotinas que ajudam a manter uma imagem rejuvenescida. É assim que vai chegar aos 60 a parecer que tem 40.

Jennifer Aniston tem 48 anos, Sandra Bullock tem 53 anos e Alyson Hannigan tem 43 anos. As três atrizes são exemplos de Hollywood cuja imagem não reflete a idade que têm.

Pinterest

Autor
  • Helena Magalhães

Não há forma de escapar ao tempo: estamos a envelhecer e a nossa pele está todos os dias a lutar contra isso. E apesar de toda a informação que temos atualmente, a verdade é que vemos mulheres de 60 anos que parecem ter 40 e mulheres de 20 que parecem ter mais de 30. E as redes sociais vieram ter um peso enorme neste fenómeno.

Por um lado, veio aumentar o culto da beleza o que até é bom: hoje em dia as mulheres têm uma preocupação maior com os cuidados de pele e acesso a mais informação, mais produtos e maior diversidade de influências. Mas por outro lado – e este é o lado mau – também veio fomentar a obsessão com os padrões de beleza cujo impacto nem sempre é o mais positivo. Se pegarmos no caso da estrela das redes sociais Kylie Jenner, é uma jovem de 20 anos que parece ter mais de 30 fruto da maquilhagem excessiva que usa e das alterações estéticas que já fez ao rosto.

Mas quando vemos mulheres com pele saudável e uma aparência geral mais nova, qual é o segredo? Beberam de alguma fonte da juventude secreta a que só poucas têm acesso? No final, tudo se resume a certos cuidados e dicas que ajudam a manter uma imagem fresca e rejuvenescida. Eis 8 segredos das mulheres que parecem mais novas:

Elas têm rotinas diárias saudáveis

O jornal britânico Daily Mail entrevistou várias mulheres que parecem ter menos 20 anos. Uma delas tem 80 e parece efetivamente ter 60 (pode ver as suas fotografias na notícia). Entre as várias coisas que fazem diariamente há muitos anos e que as ajudou a envelhecer em grande estilo está o acordar cedo, fazer corridas matinais, beber muita água, dormir (pelo menos) oito horas, ter uma alimentação rica em ferro e vitaminas C e E e até (surpreenda-se) jardinagem.

E também não fumam

Não há nada como um bom estudo com gémeos para mostrar os efeitos de um mau hábito como fumar. Um estudo publicado na Plastic and Reproductive Surgery Journal procurou mostrar os efeitos do tabagismo na pele e os resultados (que pode ver nesta notícia da CNN). Além do envelhecimento óbvio, as imagens de comparação mostram rugas e pálpebras descaídas no gémeo que fuma. As mulheres que parecem anos mais novas têm todas uma coisa em comum: não fumam. Por isso, se é uma fumadora inveterada talvez esteja na hora de o deixar de ser para que a sua pele tenha tempo de abrandar o envelhecimento prematuro.

Os cuidados de pele são (mesmo!) importantes

O site de beleza Byrdie diz que tudo se resume à forma como tratamos a pele em áreas muito específicas e que há cremes que são (mesmo!) fundamentais (ou seja, pode não ser só mito do mercado da cosmética para vender): séruns com ácido hialurónico, hidratantes, cremes de olhos, óleos faciais e muita esfoliação. “Uma aparência suave pode esconder anos”, diz Amy Lawrence, editora editorial do Byrdie, e acrescenta a importância do Retinol para manter um tom de pele uniforme e uma aparência fresca.

Esqueça a maquilhagem pesada

Esta parece ser uma ideia consensual: muita maquilhagem vai, de facto, criar uma aparência envelhecida e não o contrário. Riscos de eyeliner grossos, pós de bronze e bases de cobertura total que tapem as imperfeições não favorecem em nada o rosto. A ideia é tapar todas as falhas, certo? Mas, na verdade, vão tapá-las mas criar uma espécie de máscara pesada que cria um aspeto envelhecido. Use os corretores para isso e não bases. Além disso, há também a acrescentar o efeito que os produtos têm na pele. As bases pesadas vão entupir os poros e, a longo prazo, contribuir para os vincos da pele (leia-se: rugas). Assim, troque as bases por hidratantes com cor, os eyeliners por um risco suave só para delinear o olho e os pós de bronze por um blush rosado em creme para dar um aspeto saudável à pele.

E vá com calma nas intervenções plásticas

O caso da Kardashian mais nova — Kylie Jenner — é um bom exemplo. Falamos de uma jovem de 20 anos que, graças a todas as intervenções que já fez (não só no rosto mas também no corpo), parece ter mais dez anos em cima. E este é o engano destas intervenções (quase) milagrosas que nos prometem um rosto mais bonito. Quando juntamos a isto os liftings e os botox, todo o “puxa daqui e estica dali” pode acabar por, mais tarde, criar uma aparência mais envelhecida do que uma mulher que nunca tenha feito nada ao rosto. Como questiona a revista Elle americana, “o que é que vai acontecer a longo prazo às mulheres que começam a mudar as suas características aos 20 anos? Como é que a sua juventude vai ser aos quarenta e daí para a frente se, em novas, já parecem mais velhas?”

Kylie Jenner antes das intervenções faciais à esquerda e depois à direita. Imagem de Pinterest.

Elas protegem os olhos

Se está preocupada com os pés de galinha e as rugas ao redor dos olhos, então devia adotar rapidamente alguns hábitos: usar óculos de sol todos os dias (de inverno ou verão), evitar estar com o telefone ou o computador muito colado aos olhos, não ter a luz do telefone no máximo quando está na cama (e já às escuras) a deambular pelas redes sociais até o sono vir e não ter uma postura relaxada enquanto está a trabalhar (aquela postura estranha em que está encostada à cadeira mas tem o pescoço para a frente para estar mais próxima do ecrã).

E não fazem do álcool o seu melhor amigo

Claro que um copo de vinho quando chega a casa sabe bem, mas se o seu objetivo é parecer mais jovem, o álcool não vai contribuir para isso porque desidrata a pele, inflama os tecidos e destrói o colagénio. A revista Vogue escreve mesmo: “O álcool é realmente um dos compostos mais agressivos para destruir a pele”. E explica: quando temos 20 anos e bebemos, essa bebida deixa o nosso corpo em cerca de três horas. Mas aos 40 anos, leva uma média de trinta e três horas. Assim, se bebe um copo todos os dias pode imaginar que o seu corpo não tem uma pausa. Os especialistas alertam para minimizar para apenas uma ou duas vezes por semana e sempre acompanhado de água para ter um menor dano na pele.

Nem passam o dia sentadas

Um estudo publicado no American Journal of Epidemiology diz que passarmos muitas horas por dia sentadas envelhece as células do corpo. Os especialistas examinaram os cromossomas de 1500 mulheres mais velhas e analisaram os telômeros das células (as extremidades do DNA das células) e perceberam que, à medida que envelhecemos, esses telômeros diminuem (daí estarem diretamente relacionados com o ritmo do envelhecimento). Neste estudos, os investigadores descobriram que uma vida sedentária faz com que a diminuição desses telômeros seja mais rápida até oito anos. Ou seja, envelhecemos oito anos mais rapidamente. À revista Time, Aladdin Shadyab, autor do estudo, disse que as mulheres que não fazem atividade física e passam, pelo menos, 10 horas por dia sentadas são biologicamente mais velhas e as suas células estão a envelhecer mais rápido.

Se calhar está a pensar que não passa assim tantas horas sentadas. Mas o que é que faz enquanto está a ir para o trabalho? Está sentada a conduzir ou no metro. E o que é que faz na hora de almoço? Está sentada a comer. E o que é que faz quando chega a casa? Senta-se um pouco a ver televisão. E à noite? Talvez se sente com os seus filhos. Acrescente a isto as sete ou oito horas no trabalho sentada e se calhar até passa mais do que dez horas em modo sedentária. Os especialistas aconselham a uma rotina de exercício físico e muitas pausas durante o dia de pé e caminhadas para compensar.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site