João Galamba

“Marcelo aproveitou momento infeliz do governo”, diz João Galamba

5.067

"Marcelo Rebelo de Sousa aproveitou um momento mais infeliz do governo -- e do primeiro-ministro, em particular -- para se impor", afirmou porta-voz do PS, João Galamba, num programa televisivo.

ANTÓNIO COTRIM/LUSA

Com o seu discurso de terça-feira, o Presidente da República “Marcelo Rebelo de Sousa aproveitou um momento mais infeliz do governo — e do primeiro-ministro, em particular — para se impor, para reforçar a sua própria autoridade“. A opinião é do porta-voz do PS, João Galamba, num programa de debate do Canal Q.

João Galamba reconheceu que a reação do governo aos incêndios do fim de semana e às perdas humanas ficou “aquém” do desejável. E viu nas declarações de Marcelo “uma tentativa de que se façam mudanças a sério” na prevenção e no combate aos incêndios.

Foi uma oportunidade de Marcelo reforçar a sua autoridade e a sua popularidade, não no mau sentido, mas enquanto referência nacional para quem os portugueses olham”.

Um discurso brutal. O que disse Marcelo nas entrelinhas

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site