Catalunha

Juncker, Tintin, Wally. A net não larga Puigdemont

856

O líder deposto do Governo catalão está em Bruxelas por tempo indefinido. Em Espanha, a batata quente está nas mãos da Justiça. E as redes sociais animam-se com memes de Carles Puigdemont.

Ainda antes de Carles Puigdemont dar uma conferência de imprensa à porta do Parlamento Europeu e da Comissão Europeia, em Bruxelas, já a Internet dedicava dezenas de memes ao líder catalão deposto por Madrid no final da semana passada. Quando se soube da presença de Puigdemont na capital belga, a ligação a Tintin foi imediata. Mas também há Jean-Claude Juncker, vários cartoons e referências ao Halloween na paródia ao impasse espanhol.

Esta segunda-feira, os media espanhóis começaram a difundir a informação de que Carles Puigdemont estava em Bruxelas. As primeiras leituras dessa deslocação à capital belga faziam antever um pedido de asilo às autoridades do país, face às acusações de sedição, rebelião e desvio de fundos que o catalão enfrentará em Espanha.

A página EU Busters (uma associação aos Caça-Fantasmas da década de 1980) aproveitou uma imagem peculiar do presidente da Comissão Europeia e lançou uma frase que aparece vinda de fora do enquadramento. Alguém atira: “Hey, Jean Claude, o Puigdemont acabou de chegar a Bruxelas” e o belga, apanhado de surpresa, não esconde o terror por receber o processo independentista no colo.

No mesmo registo, Puigdemont também aparece num vídeo em que a União Europeia lhe fecha a porta na cara. A mensagem subjacente: não já asilo político para os líderes catalães, ainda que o líder da coligação Juntos Pelo Sim já tenha garantido que não pretende pedir proteção a Bruxelas.

Depois, as referências cinematográficas. Por exemplo, colando o catalão a Forrest Gump, como que numa fuga face à ameaça de prisão em Espanha.

Outro meme com Tom Hanks: “O Terminal”, o filme de um homem obrigado a viver durante semanas num terminal de aeroporto, bloqueado entre um país que não o deixa entrar e um país a que não deseja voltar (no caso de Puigdemont, um país a que não quer voltar enquanto não tiver “garantias” de que não acaba detido pelas autoridades espanholas).

Uma legenda acompanha a imagem publicada pelo jornalista Eylon A. Levy, pivot e correspondente do canal britânico i24NEWS: “Um homem encontra-se preso no aeroporto de Bruxelas e não pode voltar a casa, uma vez que a sua república não existe.”

Tom Hanks está em todas. Desta vez, com DiCaprio. O filme “Apanha-me se Puderes” serve de base para uma paródia sobre o futuro político de Carles Puigdemont — que já disse que encabeçará a coligação Juntos Pelo Sim nas eleições catalãs de 21 de dezembro.

Numa alusão ao caso de Julian Assange — exilado há cinco anos na embaixada do Equador em Londres –, uma fotografia de Puigdemont simula uma chamada telefónica: “Estou? É da embaixada equatoriana?”, pergunta o catalão.

O Halloween está aí? A celebração até é norte-americana, mas tudo serve para falar sobre o assunto do momento: “Truque ou asilo”, propõe o artista concetual espanhol Eduardo Berazaluce.

E, depois, claro, os trocadilhos com desenhos animados e figuras conhecidas do cartoon. Wally, Tintin e outros começaram a ser partilhados nas últimas horas.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Governo

Catalunha em S. Bento

Luís Reis
254

O desprezo que o Governo vota à Economia, às empresas e empresários, é uma constante e tornou-se gritante. Não incentiva o investimento, não dá sinais positivos de estabilidade e ufana-se de migalhas.

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site