Obras Públicas

Empreitadas de obras públicas quase duplicam no 3.º trimestre, o melhor em 25 anos

170

O mercado das obras públicas alcançou no 3.º trimestre o melhor dos últimos 25 anos. Os concursos de empreitadas cresceram 96% face ao mesmo período do ano passado.

Desde junho de 2011 que não existia um registo trimestral tão elevado

PEDRO SARMENTO COSTA/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

O terceiro trimestre do ano foi o melhor dos últimos 25 no mercado das obras públicas, com um crescimento homólogo de 96% dos concursos de empreitadas promovidos, anunciou esta quinta-feira a AICCOPN.

Segundo a edição de outubro do Barómetro das Obras Públicas da Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas (AICCOPN), no final do terceiro trimestre, os concursos de empreitadas de obras públicas promovidos situaram-se em 2.311 milhões de euros, mais 96% face ao mesmo período do ano passado.

“Com os anúncios de concursos a atingirem os 831 milhões de euros, este foi o melhor trimestre dos últimos 25, ou seja, desde junho de 2011 que não existia um registo trimestral tão elevado”, lê-se no comunicado da associação.

De acordo com a AICCOPN, o total de contratos celebrados e reportados até final de setembro atingiu 1.525 milhões de euros, ou seja, mais 57% que o verificado no ano anterior.

“Considerado apenas o montante registado neste terceiro trimestre, 584 milhões de euros, constata-se que, tal como verificado ao nível dos concursos públicos promovidos, este também é o melhor trimestre desde junho de 2011”, sublinha a associação.

Nos primeiros nove meses do ano, os contratos celebrados e reportados no Observatório das Obras Públicas no âmbito de concursos públicos ascendem a 879 milhões de euros, mais 74% em termos homólogos.

Os contratos celebrados em resultado de ajustes diretos ascendem a 562 milhões de euros, um aumento de 44% face ao mesmo período de 2016.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Infarmed

Infarmed. Fecha-se uma porta, abre-se uma janela

Pedro Aguiar e Ricardo Mena

O Infarmed juntar-se-á a outras instituições de referência na área da saúde que o Porto tem. Assim como é no Porto que está a maior marca nacional em termos de produção e desenvolvimento de fármacos.

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site