BMW

BMW vai recolher mais de 1,4 milhões de carros nos EUA por risco de incêndio

A BMW vai recolher 1,4 milhões de carros nos EUA por risco de incêndio. A ação vai ter duas fases e começa a 18 de dezembro.

Segundo a BMW, há uma válvula de ventilação que pode sobreaquecer, levando a peça a derreter, o que aumenta o risco de incêndio

PETER FOLEY/EPA

A construtora automóvel alemã BMW anunciou esta sexta-feira que vai recolher mais de 1,4 milhões de carros e SUV em duas ações nos Estados Unidos da América devido a problemas que podem causar incêndios.

A maior ação abrange 740 mil veículos dos modelos 328i, 328xi, 328i xDrive, 525i, 525xi, 528i, 528xi, 530i, 530xi, X3 3.0si, X3 xDrive30i, X5 xDrive30i, Z4 3.0i, Z4 3.0si, produzidos entre 2007 e 2011, e também o modelo 128i, produzido entre 2008 e 2011.

Os documentos publicados esta sexta-feira pela entidade norte-americana que regula a segurança rodoviária mostram que há uma válvula de ventilação que pode sobreaquecer, levando a peça a derreter, o que aumenta o risco de incêndio mesmo quando o veículo não está em utilização.

Quanto a este problema não foram reportados ferimentos e os vendedores vão substituir o aparelho.

A segunda ação de recolha abrange 673 mil carros, incluindo os 323i, 325i, 325xi, 328i, 328xi, 330i, 330xi, 335i, 335xi e M3, produzidos entre 2006 e 2011, e também os xDrive, 335i xDrive and 335is, produzidos entre 2007 e 2011 e o 335d, produzido entre 2009 e 2011.

Os cabos para o aquecimento e o sistema de ar condicionado podem sobreaquecer e fazer com os conectores derretam, aumentando o risco de incêndio mesmo quando os veículos estão parados.

Neste caso, houve quatro condutores que reportaram ferimentos e os vendedores vão substituir os cabos.

As duas recolhas vão começar em 18 de dezembro.

Pesquisa de carros novos

Filtre por marca, modelo, preço, potência e muitas outras caraterísticas, para encontrar o seu carro novo perfeito.

Pesquisa de carros novosExperimentar agora
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site