Futebol

Vídeo. Evra pontapeou adeptos do Marselha “à Cantona”. UEFA abriu inquérito

O internacional francês foi expulso antes do início do encontro entre o Vitória de Guimarães e o Marselha depois de um pontapé a um adepto. A UEFA abre inquérito. O Marselha ameaça despedi-lo.

MIGUEL RIOPA/AFP/Getty Images

Patrice Evra, jogador do Marselha, agrediu adeptos do próprio clube antes do encontro no com o Vitória de Guimarães, esta quinta-feira. O lateral foi expulso ainda antes do jogo começar após ter pontapeado um adepto no final do aquecimento, numa agressão a fazer lembrar o famoso pontapé ‘à Cantona’.

O internacional francês não terá gostado dos comentários que o mesmo adepto lhe terá feito, dirigindo-se à bancada para responder. Outros adeptos terão feito comentários a outros jogadores, mas apenas Evra respondeu. Alguns adeptos do Marselha saltaram a barreira de segurança, acabando um deles por levar um pontapé de Evra na cabeça.

A ordem de expulsão da equipa de arbitragem foi quase imediata. O jogador foi para os balneários mas ainda voltou para se sentar no banco, tendo sido castigado com o cartão vermelho pouco tempo depois.

A agressão de Evra é muito semelhante ao “pontapé kung-fu” de Eric Cantona. Em 1995, o antigo avançado do Manchester United pontapeou um adepto que o provocava após ter sido expulso do encontro contra o Crystal Palace. O pontapé valeu-lhe uma suspensão de oito meses.

Agora, a UEFA acusa o lateral francês do Marselha de “conduta violenta” e já abriu um inquérito aos incidentes do jogo. Conduta violenta, invasão de campo por adeptos, material pirotécnico e distúrbios são os pontos a ser analisados na reunião do Comité Disciplinar, dia 10 de novembro, na qual se decidirá também o castigo de Fabrice Evra.

O Marselha lançou um comunicado em que diz que vai abrir um inquérito interno para apurar responsabilidades. O clube criticou “pseudo” adeptos pelo seu “comportamento destrutivo” quando deviam oferecer apoio à equipa. Contudo, é também dito pelo clube que “um jogador profissional deve ter sangue-frio em relação a quaisquer provocações e insultos, por muito duros e injustificados que sejam”. Ou seja, admite a possibilidade de despedir o jogador.

O Vitória de Guimarães acabou por vencer o encontro em casa com o Marselha por 1-0, com um golo de Hurtado aos 80 minutos.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site