Emojis

E o emoji mais usado do mundo é…

205

Não é o coração. Não é o simples sorriso. Nem sequer é o cocó. O emoji mais usado pelos utilizadores de produtos da Apple também é o preferido da rede social Twitter.

Os emojis tornaram-se uma linguagem universal

AFP/Getty Images

Os emojis são uma linguagem universal. Ultrapassam idiomas, nacionalidades, fronteiras e continentes. Não precisamos de saber falar qualquer língua para interpretar um sorriso, uma cara a chorar ou um simples coração. E é por essa aparente proximidade que os emojis chegaram para ficar. E ficaram de maneiras, por vezes, um tanto ou quanto ridículas – como a recente polémica entre os hambúrgueres da Google e os da Apple.

Emojis. O que está errado neste hambúrguer?

Mas a verdade é que todos os usamos. Poupam palavras, tempo e imaginação. Mas qual é o mais utilizado no mundo inteiro? A Apple satisfez a nossa curiosidade. Num comunicado que aborda a sua tecnologia de privacidade diferencial, a empresa revelou que o emoji mais usado em todo o mundo é a cara que chora de tanto rir (tears of joy, no seu nome original).

Logo a seguir vem o coração, a cara de choro e a cara com corações nos olhos. O ABC diz que as estatísticas da Apple são completamente desconhecidas, graças à política de privacidade da empresa norte-americana.

Mas, ao que parece, não são só os utilizadores de dispositivos Apple que gostam do emoji que chora de tanto rir. Segundo o Emoji Tracker, um site que monitoriza em tempo real a utilização de emojis em toda a rede Twitter, o símbolo mais usado na rede social é exatamente o mesmo.

Os emojis ganharam uma dimensão global e o iPhone X, que chegou às lojas na passada sexta-feira, só veio reforçar o seu poder. Os animojis são a grande novidade e agora podemos colocar raposas, pandas ou ursos e repetir exatamente os movimentos que fazemos. Mas, para que perceba melhor, veja o “unboxing” do iPhone X na redação do Observador.

Veja aqui o “unboxing” do novo iPhone X

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site