Legionela

Marcelo sobre o surto de Legionella: “É preciso apurar o que se passou”

495

O Presidente da República disse esta segunda-feira que "é preciso apurar o que se passou" relativamente ao surto de Legionella que já provocou dois mortos. Também elogiou as autoridades de saúde.

MIGUEL A. LOPES/LUSA

O Presidente da República falou esta segunda-feira à tarde aos jornalistas sobre o surto de Legionella que já provocou dois mortos e mantém 26 doentes internados, três nos Cuidados Intensivos.

“É preciso, primeiro, apurar o que se passou; segundo, que a expetativa de que não haja uma multiplicação significativa do número de casos [se verifique]; terceiro, que a partir do momento em que se verificou que havia uma situação como aquela que conhecem foi feito tudo, inclusive com a colaboração de outras unidades hospitalares, para conter os riscos”, disse Marcelo Rebelo de Sousa.

O presidente fez questão ainda de elogiar a rapidez com que as autoridades nacionais de saúde reagiram e agiram no sentido de conter a propagação da bactéria: “Se pensarmos no número de internados, no número de pessoas que visitaram, no número de pessoas que prestam lá serviço, no número de pessoas que lá levaram os seus familiares ao longo de tantos dias, verificamos que houve uma atuação muito rápida no sentido de conter a multiplicação do risco”.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site