Catalunha

Puigdemont no Twitter: “Em liberdade e sem fiança”

187

O presidente da Generalitat da Catalunha reagiu pela primeira vez no Twitter após a justiça belga ter decidido que para já não vai extraditá-lo para Espanha, onde é aguardado por uma juíza.

Carles Puigdemont lamentou ainda a situação dos "companheiros que estão injustamente presos por um Estado afastado da prática democrática"

OLIVIER HOSLET/EPA

“Em liberdade e sem fiança.” É desta forma que começa o post no Twitter que o presidente destituído da Generalitat escreveu esta segunda-feira, naquela que é a sua primeira mensagem pública depois de a justiça belga ter decidido que, para já, não vai extraditá-lo, juntamente com os seus ex-conselheiros, para Espanha, onde o aguarda a juíza de instrução.

“O nosso pensamento está com os companheiros que estão injustamente presos por um Estado afastado da prática democrática”, disse, no resto da mensagem, em alusão aos ex-conselheiros do seu governo destituído que estão neste momento em prisão preventiva, pelos crimes de rebelião, sedição e desvio de fundos. Entre eles, está o vice-presidente do governo regional destituído da Catalunha, Oriol Junqueras.

Puigdemont fica em liberdade mas não pode sair da Bélgica

O líder destituído da Catalunha, Carles Puigdemont, e os outros quatro ex-ministros catalães ficam em liberdade com obrigatoriedade de permanência na Bélgica, tendo de se apresentar às autoridades judiciais belgas sempre que forem chamados até que se decida quanto ao mandado de detenção europeu.

Puigdemont, e os outros quatro ex-ministros entregaram-se voluntariamente numa esquadra de polícia na capital belga este domingo. Os cinco governantes destituídos apresentaram-se na esquadra no número 202 da Rue Royal, em Bruxelas, acompanhados pelos seus advogados, depois de Espanha ter emitido um mandado de captura internacional para Carles Puigdemont e para quatro dos seus ex-conselheiros que também fugiram para Bruxelas.

Puigdemont fica em liberdade mas não pode sair da Bélgica

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: jadias@observador.pt
Governo

Catalunha em S. Bento

Luís Reis
346

O desprezo que o Governo vota à Economia, às empresas e empresários, é uma constante e tornou-se gritante. Não incentiva o investimento, não dá sinais positivos de estabilidade e ufana-se de migalhas.

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site