Índia

Capital da Índia envolta em nuvem com níveis perigosos de poluição

A capital indiana, Nova Deli, está envolvida por uma nuvem espessa com níveis perigosos de poluição, que levou as autoridades a pedir o encerramento de escolas e o cancelamento de uma maratona.

STRINGER/EPA

Autor
  • Agência Lusa

A capital indiana, Nova Deli, está esta terça-feira envolvida por uma nuvem espessa com níveis perigosos de poluição, que levou as autoridades a pedir o encerramento de escolas e o cancelamento de uma maratona.

O índice de qualidade do ar divulgado pelas autoridades atingiu níveis sete vezes superiores aos valores que a Organização Mundial de Saúde considera como prejudiciais.

Com a aproximação do inverno, é comum que zonas do norte da Índia fiquem cobertas por uma espessa mistura de fumo e nevoeiro (“smog”), causada por pó, queima de plantações, emissões de fábricas e queima de carvão e de pilhas de lixo, uma forma de a população mais pobre se aquecer.

Nos últimos dois anos, Nova Deli foi considerada uma das cidades mais poluídas do mundo.

Terça-feira, muitas pessoas tapavam as caras e os narizes com lenços para se tentarem proteger e a intensidade do nevoeiro impedia a visibilidade a mais de 200 metros.

O governante da capital indiana, Arvind Kejriwal, pediu o encerramento das escolas.

A Associação Médica Indiana alertou que a cidade se encontra numa situação de “emergência de saúde pública” e apelou às autoridades para encerrarem as escolas e impedirem desportos e outras atividades ao ar livre nas escolas.

Os médicos também advertiram que a meia maratona de Deli, marcada para dia 19, poderá prejudicar os participantes, porque a qualidade do ar é pior durante a manhã, quando a corrida está prevista.

A má qualidade do ar é particularmente perigosa para os idosos, crianças e pessoas com doenças respiratórias. A exposição constante à poluição também reduz a função pulmonar em adultos saudáveis, ao longo do tempo.

De acordo com um relatório, publicado recentemente na revista científica Lancet, uma em cada quatro mortes prematuras em 2015 – cerca de 2,5 milhões de pessoas – foram causadas pela poluição.

Nova Deli tem procurado aplicar medidas para controlar a poluição, nos últimos dois anos, entre as quais restrições às emissões dos veículos e de fábricas e redução do número de carros nas estradas. Mas tem sido mais difícil impor regras sobre a queima de plantações e de lixo e sobre poeiras causadas por obras.

Kejriwal pediu o apoio dos Estados vizinhos de Punjab e Haryana para que acabem com a queima de plantações, mas sem grandes resultados.

“Todos juntos conseguimos encontrar uma solução para isto”, disse, numa mensagem na rede social Twitter, acrescentando que a cidade se transforma numa “câmara de gás durante quase um mês” todos os anos.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site