Óbito

Morreu o chef italiano Antonio Carluccio aos 80 anos

Tinha 80 anos, era considerado o padrinho da gastronomia italiana, e dono de uma cadeia de restaures -- a Carluccio's. Morreu esta manhã de quarta-feira. Não é conhecida a causa de morte.

Gareth Cattermole/Getty Images

O chef italiano Antonio Carluccio morreu esta manhã de quarta-feira, de acordo com um comunicado enviado pelo seu agente e publicado na página do Twitter do chef. Não foi divulgada a causa de morte. Em 2008, Carluccio internou-se num hospital psiquiátrico de Londres, depois de uma tentativa de suicídio.

É com uma enorme tristeza que anunciamos que, infelizmente, o Commendatore Antonio Carluccio faleceu esta manhã [de quarta-feira]”, pode ler-se no comunicado.

O chef italiano era dono de uma cadeia de restaures de comida italiana– a Carluccio’s — com 96 restaurantes em todo o Reino Unido, fundada em 1999. Antes, em 1981, Carluccio tinha aberto o seu primeiro restaurante: o Neal Street em Covent Garden, Londres. Dez anos depois, em 1998, abriu ao lado do restaurante, o primeiro Caffe de Carluccio.

Não é apenas o nome de Antonio por cima das nossas portas, mas o seu coração e alma vivem e respiram nos nossos restaurantes”, pode ler-se num comunicado enviado pela cadeira de restaurantes Carluccio’s, citado pela Sky News.

Os seus restaurantes eram frequentados por personalidades como o cantor Elton John ou o príncipe Carlos de Inglaterra. Antonio Carluccio ajudou a lançar a carreira do chef Jamie Oliver.

Desde 2011, participava numa série da BBC, a The Two Greedy Italians, em que viajava ao lado do chef Gennaro Contaldo por Itália para mostrar como a sociedade e a comida evoluíram ao longo dos anos. Também participou no programa Antonio Carluccio’s Italian Feast, do mesmo canal.

Escreveu 22 livros, entre os quais um livro de memórias, lançado em 2012. Mais de metade foram best sellers.

Em 1998 recebeu do governo italiano o título de Commendatore pelos serviços que prestou em Itália. Em 2007 foi condecorado pela Ordem do Império Britânico pela Rainha Isabel II, devido aos serviços prestados na área da restauração. Foi considerado muitas vezes o padrinho da gastronomia italiana.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site