Presidente Marcelo

Presidente da República: Portugal no Conselho Executivo da UNESCO é “mais um êxito da diplomacia”

Marcelo Rebelo de Sousa celebrou a eleição de Portugal para o Conselho Executivo da UNESCO e disse que era "mais um êxito da diplomacia". Portugal já lá tinha estado entre 2005 e 2009.

O mandato para o qual Portugal foi eleito prolonga-se até 2021

MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

O Presidente da República congratulou-se esta quarta-feira com a eleição de Portugal para o Conselho Executivo da UNESCO, considerando ser “mais um êxito da diplomacia” nacional que “poderá projetar ainda melhor a imagem” do país a nível internacional.

Saúdo a eleição de Portugal para o Conselho Executivo da UNESCO, órgão responsável pela execução das decisões daquela agência das Nações Unidas, mais um êxito da diplomacia portuguesa”, congratulou-se Marcelo Rebelo de Sousa, numa mensagem publicada no portal da Presidência.

Para o chefe de Estado, com esta eleição, ocorrida esta quarta-feira, Portugal “poderá projetar ainda melhor a sua imagem a nível internacional e assegurar uma capacidade de intervenção acrescida na plataforma multilateral tão relevante que é a UNESCO [Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura]”.

Marcelo Rebelo de Sousa salientou que Portugal “é um Estado-membro ativo e empenhado nas atividades” da UNESCO, “que promove os valores das Nações Unidas nas áreas da educação, da cultura e da ciência, bem como a memória do mundo”.

Na sua mensagem, o Presidente da República assinalou que “é também conhecida a riqueza de Portugal em termos de bens classificados como bens de património mundial”, lembrando a recente inclusão de Amarante, Barcelos e Braga na Rede de Cidades Criativas da UNESCO.

O mandato de Portugal no Conselho Executivo da UNESCO, para o qual foi hoje eleito, prolonga-se até 2021, anunciou o Governo. Portugal esteve anteriormente no Conselho Executivo da UNESCO entre 2005 e 2009. A UNESCO, conhecida como uma das guardiãs do património cultural mundial, é sobretudo reconhecida pelos seus programas educativos e pela elaboração da lista de património mundial cultural e natural.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site