Marcelo Rebelo de Sousa

Barragem de Fagilde só tem água para 20 dias

307

Marcelo Rebelo de Sousa, mostrou-se espantado por a reserva de água da Barragem de Fagilde, que serve vários concelhos do distrito de Viseu, só ser suficiente para 20 dias de abastecimento.

"Vinte dias, disse? Vinte dias é o final do mês de novembro, princípio de dezembro", exclamou Marcelo Rebelo de Sousa

NUNO ANDRÉ FERREIRA/LUSA

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, mostrou-se nesta sexta-feira espantado por a reserva de água da Barragem de Fagilde, que serve vários concelhos do distrito de Viseu, só ser suficiente para 20 dias de abastecimento.

“Vinte dias, disse? Vinte dias é o final do mês de novembro, princípio de dezembro”, exclamou Marcelo Rebelo de Sousa, em conversa com os presidentes das Câmaras de Viseu e de Mangualde, Almeida Henriques e João Azevedo, respetivamente, durante uma visita à Barragem de Fagilde.

João Azevedo explicou que, para restabelecer a normalidade, teria de haver “500 camiões por dia a deitar água dentro da bacia da Barragem de Fagilde”. Questionado pelos jornalistas sobre se tinha noção desta realidade, Marcelo Rebelo de Sousa disse ter-se apercebido dela ao ouvir, “nos últimos dias, as intervenções dos senhores presidentes de Câmara” e “quando ficou patente que afinal a chuva não vinha”.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site