Estado Islâmico

Estado Islâmico contra-ataca e recupera mais de 40% do último bastião perdido na Síria

O grupo Estado Islâmico lançou um contra-ataque e conseguiu recuperar quase metade de Boukamal, um dia depois de o exército anunciar a expulsão dos 'jihadistas' deste último bastião na Síria.

SANA HANDOUT/EPA

O grupo Estado Islâmico lançou um contra-ataque e conseguiu recuperar quase metade de Boukamal, um dia depois de o exército anunciar a expulsão dos ‘jihadistas’ deste último bastião na Síria, anunciou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

“O Estado Islâmico contra-atacou e recapturou mais de 40% da cidade de Boukamal”, no leste da Síria, perto da fronteira com o Iraque, disse à imprensa o diretor daquela organização não-governamental, Rami Abdel Rahman.

O exército sírio anunciou na quinta-feira ter recuperado o controlo total de Boukamal, na província de Deir Ezzor, a última cidade na Síria que ainda estava nas mãos do grupo extremista.

Após várias semanas de uma ofensiva apoiada pela aviação russa, as tropas do regime e os seus aliados – milicianos iraquianos, iranianos e do Hezbollah libanês – conseguiram entrar em Boukamal na quarta-feira à noite.

“Mas os ‘jihadistas’ voltaram a entrar e recuperaram vários bairros no norte, nordeste e noroeste” de Boukamal, precisou Rahman, acrescentando que se registam “violentos combates”.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site