Estado Islâmico

Pelo menos 100 suspeitos de ligação ao Estado Islâmico foram presos na Turquia

A polícia turca prendeu pelo menos 100 pessoas suspeitas de envolvimento com o Estado Islâmico, refere esta sexta-feira a agência de notícias oficial da Turquia.

SEZGIN PANCAR/EPA

A polícia turca prendeu pelo menos 100 pessoas suspeitas de envolvimento com o grupo extremista Estado Islâmico, refere esta sexta-feira a agência de notícias oficial da Turquia.

A polícia de Istambul desencadeou neste dia mais uma série de operações de busca que levaram à detenção de 82 estrangeiros supostamente ligados ao Estados Islâmico, indica a agência Anadolu. Alegadamente, os suspeitos estiveram integrados nas forças do Estado Islâmico em zonas de conflito, nomeadamente na Síria.

Por outro lado, a agência Anadolu noticiou a detenção de 11 sírios na província de Adana, sul da Turquia, por ligações ao Estado Islâmico. Sete outros indivíduos, cujas nacionalidades não foram reveladas, foram detidos na província ocidental de Izmir. As nacionalidades dos 82 estrangeiros detidos na região de Istambul também não foram ainda divulgadas pelas autoridades.

As operações policiais turcas contra a presença de efetivos do grupo extremista armado na Turquia começaram na quinta-feira e levaram à detenção de 170 pessoas na zona da capital, Ancara.

De acordo com a agência de notícias privada Dogan, as detenções em Istambul enquadram-se nas operações de segurança e proteção às comemorações dos 79 anos da morte de Mustafa Kemal Ataturk, fundador do Estado turco, e que se assinalam esta sexta-feira.

As medidas de segurança estão a ser igualmente reforçadas devido à realização da maratona de Istambul no próximo domingo e que previsivelmente vai reunir milhares de pessoas.

A Turquia tem sido alvo de uma série de atentados reivindicados pelo Estado Islâmico, nomeadamente o ataque ocorrido no principio do ano em que um homem armado matou a tiro 39 pessoas. Em outubro, a polícia revelou ter anulado “células adormecidas” numa operação que deteve dezenas de suspeitos que, alegadamente, preparavam um atentado programado para o Dia Nacional da Turquia.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site