Viral

Miss Iraque e Miss Israel tiram selfie polémica

2.114

A Miss Iraque Sarah Idan publicou uma selfie no Instagram com Adar Gandelsman, Miss Israel. A fotografia já suscitou reações, nem todas positivas.

Cabe às misses apelar à paz no mundo. Pois bem, foi o que a Miss Iraque e a Miss Israel fizeram no Instagram.

Instagram.com/sarahidan

O cenário foi a eleição da Miss Universo em 2017, em Las Vegas. Sarah Idan, Miss Iraque (à direita), publicou há três dias no seu Instagram uma selfie com a sua homónima israelita, Adar Gandelsman. A fotografia tinha tudo para ser só mais um momento dos bastidores do concurso, não estivessem os dois países de relações diplomáticas cortadas.

Peace and Love from Miss Iraq and Miss Israel ❤️❤️???????? #missuniverse

A post shared by Sarah Idan (Sarai) سارة عيدان (@sarahidan) on

Com mais de 2300 “gostos”, a fotografia tornou-se viral, muito mais do que as restantes selfies que a Miss Iraque publicou com concorrentes de outras nacionalidades. Por estes dias, Sarah Idan teve ainda oportunidade de expressar a sua alegria por ser a primeira iraquiana a marcar presença no concurso em mais de 40 anos. A Miss Israel publicou uma imagem semelhante no seu próprio perfil, que rendeu um número semelhante de reações positivas.

Nos últimos quatro dias, a imagem foi comentada e partilhada por centenas de pessoas. Ofir Gendelman foi uma delas. No Twitter, o porta-voz do primeiro ministro israelita classifica o encontro das duas misses como uma “grande mensagem de esperança para a região”. Já o jornal The Times of Israel descreve a publicação como sendo “uma manifestação rara de coexistência num Médio Oriente dividido”.

Get to know, this is Miss Iraq and she's amazing❤️

A post shared by Miss Universe Israel???????? (@adar_gandelsman) on

Mas a partilha também suscitou reações negativas. No Twitter, Asaad Abukhalil, um professor universitário libanês a viver nos Estados Unidos, referiu-se à Miss Israel como a “Miss da ocupação e da brutalidade”. Na mesma rede social, um ativista iraquiano comentou: “Tirar uma fotografia de um árabe ou muçulmano com um ‘israelita’ não significa que haja satisfação em relação à vossa política @IsraelArabic de agressão à humanidade e à paz. Especialmente, depois da Miss [Iraque] ter pedido desculpa pela imagem”.

De facto, Sarah Idan veio desculpar-se no dia seguinte. Ela perguntou-me se eu gostaria de tirar uma fotografia com ela. Disse-lhe que adoraria ajudar a espalhar esta mensagem. O objetivo da fotografia era ser uma expressão de esperança para a paz mundial”. A iniciativa partiu da Miss Israel e a Miss Iraque concordou em tirar a fotografia.

Eu peço desculpa a todos os que consideraram a fotografia ofensiva para a causa palestiniana. Não era esse o objetivo da publicação, mas apenas uma chamada de atenção para a paz e esperança como soluções para a crise”, concluiu Idan.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: mgoncalves@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site