Exposições

Exposição de plataforma de fotografia inaugurada no Convento da Trindade

A Parallel Intersection Lisboa, que reune 41 artistas da fotografia contemporânea, vai ser inaugurada no Convento da Trindade, em Lisboa. Mostra quer promover o debate sobre a massificação da imagem.

A exposição é inaugurada pela associação Procur.arte

FRANK RUMPENHORST/EPA

Autor
  • Agência Lusa

É inaugurada esta quinta-feira a Parallel Intersection Lisboa, que vai reunir 41 artistas da fotografia contemporânea nacionais e estrangeiros numa exposição no Convento da Trindade e promover o debate sobre a massificação da imagem. Organizada pela associação Procur.arte, que recebeu um financiamento europeu de dois milhões de euros para criar uma nova plataforma de fotografia e estabelecer relações entre artistas emergentes e instituições, a exposição é inaugurada às 17h.

Em declarações à Agência Lusa esta semana, Nuno Ricou Salgado, da direção da associação cultural e social Procur.arte, com sede em Lisboa, revelou que demorou um ano e meio a preparação deste trabalho, que acabaria por ser escolhido entre 64 candidaturas europeias. “A competição foi muito forte, mas o projeto de Portugal acabou por ser o escolhido, com mais outros dois”, indicou sobre a plataforma, que é lançada esta semana com a exposição e a realização de um debate.

Monica Alcazar Duarte, João Grama, António Júlio Duarte, Phil Toledano, Gaël Bonnefon e Andrejs Strokins serão alguns dos artistas visuais com obras expostas. A iniciativa do projeto Parallel — European Photo Based Platform partiu da Procur.arte, fundada há 11 anos, que se candidatou aos fundos do programa Europa Criativa, e recebeu apoio para coordená-lo durante quatro anos.

O Parallel — European Photo Based Platform envolve 16 países da União Europeia, 18 instituições artísticas-membro, nacionais e estrangeiras, e dez parceiros portugueses. Entre os parceiros portugueses e estrangeiros contam-se O Centro Internacional de Arte José de Guimarães (Portugal), A Fondazione Fotografia Modena (Itália), e a Gaalerie Image (Dinamarca). Lisboa recebe o primeiro momento da plataforma, este ano, e em 2018 será a vez de Zagreb, na Croácia.

A Procur.arte — Associação Cultural e Social de Lisboa, que se tem dedicado a vários projetos culturais, nomeadamente no teatro, focou-se nos últimos anos na área da fotografia para promover esta disciplina e “quebrar barreiras, muitas vezes fictícias, entre estes profissionais”.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site