Serviço Nacional de Saúde

Vídeo sobre o consumo de sal com Jorge Jesus desapareceu. E o SNS não sabe explicar porquê

141

O vídeo da campanha sobre o consumo de sal do Serviço Nacional de Saúde com o treinador do Sporting Jorge Jesus já não aparece nas redes sociais. E ninguém percebe porquê.

Serviço Nacional de Saúde/ Facebook

Jorge Jesus é um dos protagonistas de um dos vídeos da campanha “Juntos contra o Sal” do Serviço Nacional de Saúde. Durante 20 segundos, o treinador do Sporting alerta para o exagerado consumo de sal em Portugal. O vídeo foi notícia em todo o lado, passou várias vezes em todas as televisões e Jorge Jesus foi um dos nomes mais falados desta quarta-feira – e não foi pela vitória do Sporting frente ao Olympiacos.

Mas esta quinta-feira, inesperadamente, o vídeo desapareceu do Facebook do Serviço Nacional de Saúde. Todos os outros – com Sílvia Alberto, Ana Malhoa, Rita Ferro Rodrigues e Sara Matos – estão disponíveis para visualização. Fonte oficial do ministério da Saúde disse ao Observador que não existiu nenhuma indicação no sentido de eliminar o vídeo e não há nenhuma razão específica para o desaparecimento da publicação. O vídeo deverá ser partilhado novamente ainda esta quinta-feira, em conjunto com outros que também fazem parte da campanha “Juntos contra o Sal”.

O vídeo, contudo, continua disponível em várias plataformas e diversas páginas nas redes sociais.

A campanha do Serviço Nacional de Saúde surge depois da proposta para o ‘imposto da batata frita’, ou seja, para a “tributação sobre os alimentos com excesso de sal”, que vai ser votada na Assembleia da República. Contudo, PSD, CDS e PCP estão contra, pelo que a proposta não deverá passar do papel.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Alimentação

A gula do sr. ministro

José Miguel Pinto dos Santos

Se a “alimentação saudável” é objetivo prioritário do Estado, porque é a medida restrita aos hospitais? Porque não proporcionar as suas vantagens também a todo o funcionalismo público e aos deputados?

Serviço Nacional de Saúde

O educador do povo

Luís Reis
938

Este é o grau de desprezo pelas liberdades individuais dos cidadãos a que chegámos, pela mão de um Governo que não quer ouvir falar sobre direitos fundamentais das pessoas nem sobre livre-arbítrio.

Serviço Nacional de Saúde

Papas e bolos

Luis Carvalho Rodrigues
173

É muito interessante o despudor satisfeito com que a senhora adjunta do director do Plano Nacional para a Alimentação Saudável alardeia a sua capacidade para condicionar a vontade de cidadãos livres.

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site